Comunistas podem terminar ciclo de 15 anos abaixo do ponto de partida

Depois da perda de câmaras tão importantes quanto Almada e Barreiro nas autárquicas de 2017 e de ficar sem um mandato nas europeias de 2019, a CDU parte para as legislativas com sinais de que poderá reduzir o grupo parlamentar e ver alargar-se o fosso para o Bloco de Esquerda numa altura em que a sucessão de Jerónimo de Sousa enquanto secretário-geral do PCP começa a estar na ordem do dia.

Recomendadas

Com a bola nos pés, estes homens são os mais valiosos do mundo

Numa avaliação de mercado nos cinco principais campeonatos de futebol da Europa (Premier League, La Liga, Bundesliga, Serie A, Ligue 1), o CIES – Observatório do Futebol identificou 166 jogadores com um valor de mercado igual ou superior a 50 milhões de euros. Estes 166 atletas da Big 5 no seu conjunto representam mais de 12 mil milhões de euros. Os números enchem os olhos e entre os mais valiosos há seis portugueses.

Dívida pública: perder peso continua a ser o objetivo crucial

Na balança do endividamento, Portugal ainda está na classe dos pesos-pesados na Europa a par de Grécia e Itália, embora ainda longe do campeão mundial em título, o Japão. O crescimento económico e a descida do custo do financiamento têm ajudado, mas o caminho de redução da alavancagem face ao PIB ainda é longo. Ficar abaixo dos 100% só deverá ser possível a partir de 2023.

Orçamento por ministério: mudança de titular dão altera liderança na despesa pública

Vieira da Silva passou o testemunho a Ana Mendes Godinho no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social sem que isso beliscasse minimamente a posição dominante na hora de repartir as verbas do Orçamento do Estado para 2020. Apostas da nova legislatura, como o Ambiente e Ação Climática ou a Economia e Transição Digital, continuam a ter um peso reduzido num Executivo com 19 ministérios.
Comentários