Conselho Europeu: Costa celebra “sucesso político” da cimeira com a Índia

Charles Michel anunciou um primeiro passo acordado por europeus e indianos: o lançamento de negociações comerciais, que estavam paralisadas desde 2013.

Twitter António Costa

O primeiro-ministro considerou que a cimeira entre União Europeia e Índia constituiu um sucesso político, tendo aberto a porta à celebração de acordos comerciais e de investimento e a uma parceria estratégica. Esta posição foi defendida por António Costa no final de uma conferência de imprensa conjunta com os presidentes do Conselho, Charles Michel, e da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, no final da reunião de líderes União Europeia/Índia.

“As negociações que estavam congeladas desde 2013 vão ser retomadas. As portas ficam abertas para acordos com a Índia ao nível comercial e dos investimentos”, afirmou o primeiro-ministro, falando também no objetivo de a prazo haver uma parceria estratégica. No plano político, António Costa salientou que esta foi a primeira vez que houve uma reunião entre os 27 líderes políticos da União Europeia e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi.

Já o presidente do Conselho Europeu considerou a Cimeira informar entre a União Europeia (UE) e a Índia como “um momento importante e excecional” na história da relação entre o bloco europeu e o país indiano.

“Abrimos um caminho muito importante na nossa relação. Somos as duas maiores democracias no mundo, parceiros naturais em muitas áreas, é uma parceria robusta baseada em valores partilhados e interesses convergentes”, explicou Charles Michel, que anunciou que ficou acordado hoje, entre ambas as partes, “que daremos passos concretos que nos permitiram concretizar esta parceria”, nomeadamente a nível das relações comerciais, investimento e indicações geográficas, negociações que ficaram interrompidas em 2013.

“Vamos lançar uma parceria a nível da conectividade para que haja um crescimento económico sustentável e que permita ter boas ligações entre as duas nações”, frisou, este sábado, durante uma conferência de imprensa que se seguiu após a Cimeira Social que decorreu no Porto.

Charles Michel sublinhou também que as negociações na área dos direitos humanos voltou a ser retomada, “oito anos depois”, uma área que considera muito relevante: “Direitos humanos, igualdade de género e de oportunidades estão no centro do nosso compromisso com a Índia”.

Quanto aos trabalhos realizados ontem, no dia de arranque da Cimeira Social, no Porto, o responsável adiantou que foi feita uma “troca de pontos de vistas sobre a gestão da Covid-19”, cujo o debate incidiu sobre a produção e distribuição das vacinas, algo que o responsável referiu ter havido “progressos significativos”.

Debateu-se ainda sobre a vigilância e investigação sobre a circulação das novas variantes e, por fim, a concretização da ambição do certificado Covid. “Achamos importante no próximo Conselho Europeu voltarmos a este tema para conseguirmos ter a capacidade de voltar circular na Europa”, referiu.

“A reunião de ontem foi muito entusiasmante, e o debate foi muito vivo”, rematou.

Relacionadas

Ursula von der Leyen espera ter certificado de vacinação operacional em julho

A presidente da Comissão Europeia frisou o quão importante é trabalhar no sentido de “permitir viagens dentro da União Europa”, anunciado que o trabalho jurídico e técnico em relação ao certificado de vacinação “está a avançar” e que o “o sistema pode tornar-se operacional e julho”,
Recomendadas

Banco de Espanha revê em alta previsão de crescimento do país para 6,2% em 2021

A instituição publicou esta segunda-feira o seu relatório trimestral sobre a economia espanhola no qual indica que a melhor evolução da economia está ligada à menor incidência da pandemia de covid-19, ao progresso da vacinação e a uma maior absorção dos fundos europeus.

Quem é Naftali Bennett, o primeiro-ministro que sucede a Benjamin Netanyahu em Israel?

Ao fim de 12 anos no poder, Benjamin Netanyahu sai do centro de decisões em Israel, após o parlamento israelita ter aprovado um Governo de coligação. O novo Governo de Israel vai ser liderado pelo líder da direita radical, Naftali Bennett e pelo líder centrista, Yair Lapid.

Cabo Verde anuncia Orçamento Retificativo e pedido para aumentar défice

“Em vários países do mundo houve suspensão temporária dos limites da dívida e do défice orçamental. Em Cabo Verde, precisamos do mesmo tipo de medidas”, afirmou Ulisses Correia e Silva, ao apresentar na Assembleia Nacional o Programa do Governo para a legislatura (2021/2026).
Comentários