Consórcio WaterWatt vai reunir em Portugal

É a segunda vez que a organização portuguesa de Suporte Cientifico-Tecnológico ISQ recebe o consórcio WaterWatt.

O consórcio do WaterWatt vai reunir-se nas instalações do ISQ em Oeiras, nos dias 2 e 3 de novembro, para analisar o estado do projeto e organizar a estratégia para os próximos tempos.

O projeto WaterWatt tem como missão aumentar a eficiência energética nos circuitos de águas industriais e é coordenado pela Associação Química alemã DECEHMA. O consórcio é formado por seis empresas da Alemanha, Itália, Noruega e Reino Unido, sendo o ISQ o único membro de Portugal. O ISQ, organização portuguesa que apoia a indústria nacional do setor água, vai receber o consórcio pela segunda vez.

Estão programadas para o final da reunião algumas visitas técnicas aos casos de estudo portugueses (indústria do setor papel e setor alimentar) para conhecimento dos parceiros estrangeiros.

O WaterWatt tem um orçamento aproximado de 1,8 milhões de euros, distribuídos por 36 meses, e é financiado pelo Horizonte H2020, um programa europeu de apoio à Investigação e Desenvolvimento.

Recomendadas

União Europeia aumenta pressão sobre a Suíça para concluir um novo acordo

“As negociações não podem tornar-se uma história sem fim”, referiu o comissário europeu Johannes Hahn, que ameaça interromper o comércio transfronteiriço de ações até ao final do ano, se não houver acordo.

Não acordo no Brexit terá um impacto “relativamente pequeno” no mercado de trabalho alemão

Cerca de 41.000 britânicos estavam empregados na Alemanha em dezembro de 2017, um número que é “insignificante para o mercado de trabalho em geral”, revelou o governo de Angela Merkel ao “Der Spiegel”, em resposta ao partido de extrema-esquerda.

Presidente do Banco de Itália alerta para o impacto do défice mais alto sobre a dívida

Qualquer aumento nos gastos do défice que não ajude a impulsionar o crescimento econmico estrutural poderá colocar a dívida da Itália “num rumo insustentável” referiu Ignazio Visco.
Comentários