Contabilista Certificado: os novos desafios da profissão na era Digital

As obrigações que decorrem desta profissão, sejam fiscais, sejam de prestação de contas, enfrentam timings como nunca conhecidos, o que vem obrigando a que cada técnico esteja permanentemente em atualização, não só profissional, mas também saber conjugar os sistemas digitais com a componente técnica.

Estamos na era do digital. Não é futurismo, é o presente. Muito temos ouvido e lido sobre esta matéria que é cada vez mais uma atualidade, uma realidade. Efetivamente, a profissão de Contabilista Certificado enfrenta alterações significativas na relação com os clientes, com o Estado, e com demais entidades externas. As obrigações que decorrem desta profissão, sejam fiscais, sejam de prestação de contas, enfrentam timings como nunca conhecidos, o que vem obrigando a que cada técnico esteja permanentemente em atualização, não só profissional, mas também saber conjugar os sistemas digitais com a componente técnica. Ouvimos mesmo dizer vários colegas que equacionam deixar a profissão, tal o nível de exigência.

Efetivamente o modelo antigo, de relacionamento com os clientes, mudou totalmente. Hoje, as obrigações, os deveres de informação, a necessidade de informação, é cada vez maior, como parte integrante e fundamental da gestão de qualquer empresa. Tal só se compadece com uma organização contabilística forte, atual, e competente. Hoje, disponibilizam-se os dados da contabilidade on line, naturalmente para empresas com determinada dimensão. Chegados aqui, importa também introduzir o tema da dignificação da profissão. Naturalmente que todo este incremento tecnológico só é possível e viável manter com clientes que percebem a importância do mesmo, e pagam o justo valor aos Contabilistas Certificados pela qualidade de trabalho que realizam.

A dignificação, à semelhança de outras profissões, só se consegue com uma política de honorários justa, confluente com a qualidade do trabalho que se apresenta, e mais agora com todo o investimento digital que nomeadamente as sociedades que prestam serviços de contabilidade estão a fazer, para acompanhar os novos tempos. Dignifica-se também com uma política correta de informação com o cliente, quando o mesmo entende o quanto somos co-responsáveis pelas contas que lhe apresentamos, pelas declarações fiscais que submetemos, etc. Muitas vezes esta mensagem não passa, e a responsabilidade é de muitos colegas. O cliente tem que perceber o que fazemos, tem que saber que o papel do Contabilista Certificado não é apenas enviar a declaração do IVA e do IRC, tem que perceber o quanto trabalham para a sua empresa em cada período, e quais são as consequências desse mesmo trabalho. Por isso termino dizendo, a adequação à era digital, bem como a dignificação da profissão, depende da mesma.

 

Recomendadas

Poderá uma empresa obrigar os seus trabalhadores a ser testados à COVID-19?

É passível de ser enquadrado no n.º 1 do art.º 19.º do Código do Trabalho, e como tal pode ser legitimamente exigido aos colaboradores a realização de testes ou a apresentação de um teste negativo.

Nos confins da Ibéria

Sei que faço parte duma minoria pessimista, mas pelo menos estou bem acompanhado, e destaco aqui o Portugal Economic Snapshot recentemente publicado pela OCDE, no qual se realçam desempenhos preocupantes em termos nacionais, nomeadamente em economia, desigualdade e ambiente.

“Plano Regional de ação para os Direitos da Criança”

É cada vez mais premente pugnar pela conceção e implementação de uma política nacional e regional para a Criança e para os Direitos da Criança, em coerência com a Constituição da República Portuguesa e a Convenção sobre os Direitos da Criança e demais documentos nacionais e internacionais que enunciam ações de proteção das Crianças, visando a “prossecução do seu desenvolvimento integral”.
Comentários