Coronavírus: Alemanha não está a considerar encerrar as fronteiras

Com a vizinha Itália a braços com um aumento repentino do número de casos de pessoas infetadas pelo coronavírus, a Alemanha não considera encerrar as suas fronteiras, segundo o porta-voz do ministro do interior.

O governo alemão confirmou à agência “Reuters” que não está, para já, a considerar encerrar as suas fronteiras, à semelhança do que acontece em países vizinhos, motivado pelo risco de contágio do Covid-19.

Com a vizinha Itália a braços com um aumento repentino do número de casos de pessoas infetadas pelo coronavírus, a Alemanha não considera encerrar as suas fronteiras, segundo o porta-voz do ministro do interior.

No domingo, um comboio transalpino proveniente de Veneza, Itália com destino a Munique, Alemanha, esteve parado quatro horas depois de terem sido levantadas suspeitas que dois passageiros poderiam estar infetados. Durante o tempo em que o comboio permaneceu imobilizado, as duas pessoas em causa foram submetidas a testes médicos que deram negativo.

O ministério dos negócios estrangeiros alemão já fez saber, através de um porta-voz, que não emitirá nenhum aviso extraordinário sobre viagens para e a partir da Alemanha. Ainda assim, também informam que o tradicional aconselhamento a passageiros foi atualizado, incorporando as devidas preocupações com o coronavírus.

O ministério da saúde alemão também já fez saber que o risco de contágio para os cidadãos alemães é baixo, mas sublinha que isso poderá mudar a qualquer momento.

Recomendadas

Covid-19: Chega propõe centros de apoio e contenção de doentes e linha gratuita para lares de idosos e casas de saúde

Projeto de resolução defende criação de espaços nos municípios mais populosos e mais afetados pela pandemia onde fiquem confinados aqueles que, precisando de cuidados médicos, dispensem o internamento em cuidados intensivos.

Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes doam cinco ventiladores à Madeira

Para o Governo Regional, “a cedência destes equipamentos ao SESARAM e à Região vai aumentar a capacidade de resposta ao doente crítico no combate à pandemia”, juntando-se aos 99 ventiladores de que a região dispõe.

Infografia | Covid-19: ponto de situação em Portugal a 28 de março

Veja aqui a evolução do novo coronavírus em Portugal, já com os novos indicadores disponibilizados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).
Comentários