Costa quer regressar à Autoeuropa com Marcelo já reeleito em 2021

Depois da visita de hoje à fábrica da Volkswagen em Portugal, o primeiro-ministro lançou a candidatura do Presidente da República a um segundo mandato, expressando o seu desejo de regressar à Autoeuropa com Marcelo no primeiro ano do seu segundo mandato, no caso de ser reeleito. Marcelo também quer voltar, mas recorda que a vontade do povo português prevalece.

Twitter

Num momento em que as notícias de política estão a ser dominadas pela injeção de 850 milhões de euros do Estado no Novo Banco sem ter sido concluída uma auditoria à instituição, o primeiro-ministro foi à maior fábrica automóvel do país lançar a candidatura do Presidente da República a um segundo mandato.

António Costa quer regressar à Autoeuropa em 2021 com o Presidente da República (PR) já reeleito. O desejo de António Costa foi hoje expresso durante uma visita em conjunto à fábrica da Volkswagen em Palmela, distrito de Setúbal.

“Estabeleceu-se uma nova tradição que à Autoeuropa o primeiro-ministro e o Presidente da República vêm em conjunto: foi assim em 2016 no primeiro-ano de mandato do PR; foi agora também, no último ano do atual mandato do Presidente da República”, começou por dizer o primeiro-ministro esta quarta-feira, 13 de maio. As eleições presidenciais estão marcadas para janeiro de 2021.

“Há bocado foi lançado o desafio que na próxima vez devíamos partilhar no conjunto de colaboradores da Autoeuropa uma refeição no refeitório, e como não há duas sem três, cá devemos voltar outra vez”, afirmou.

“Disse que tinha uma boa data simbólica a propor para a terceira visita e partilhar a refeição: viemos cá no primeiro ano do mandato do PR, viemos cá no último ano do atual mandato do PR, a terceira data é óbvia é no primeiro ano do próximo mandato do Presidente”, expressou o primeiro-ministro.

“Faço-me desde já convidado para acompanhar o senhor Presidente da Autoeuropa e todos os seus colaboradores para aqui virmos para o ano partilhar essa refeição, o Presidente já experimentou o pastel de bacalhau e eu fiquei com vontade de experimentar uma refeição completa”, de acordo com António Costa, que discursou na presença do Presidente.

Depois destas declarações, Marcelo foi questionado sobre se prevê regressar à Autoeuropa, isto é, se acredita que consegue ser reeleito para um segundo mandato presidencial de cinco anos. “Cá estaremos em qualquer caso, não nos podemos substituir à vontade do povo português. A vontade de todos nós é estarmos cá e fazermos o que temos de fazer para que aquilo que é o exemplo da Autoeuropa, foi em 2016 e é hoje, seja em 2021, 2022, 2023 e por aí adiante”.

Questionado sobre a sua recandidatura, Marcelo disse não querer “aprofundar essa matéria”. “O que se passa no mundo, na Europa, e em Portugal exige que as pessoas saibam sacrificar os seus interesses pessoais, fazendo passar à frente o interesse coletivo”.

“É prematuro estar a falar agora desta matéria, o que importa é a vontade de trabalharmos em conjunto, e este exemplo da vinda à Autoeuropa é um de muitos exemplos de todos os dias desse trabalho em conjunto”, entre o Presidente e o primeiro-ministro.

Ler mais
Relacionadas

Marcelo sobre injeção de 850 milhões para o Novo Banco: “É politicamente diferente” fazer a transferência antes ou depois da auditoria ser revelada

“Estado português cumpre o que tem de cumprir”, disse o Presidente da República sobre a transferência já prevista do Fundo de Resolução para o Novo Banco.

Primeiro-ministro e Presidente consideram que Autoeuropa é exemplo para o país regressar à normalidade

De visita à maior fábrica automóvel em Portugal, Marcelo e Costa elogiaram a capacidade de adaptação da Autoeuropa, considerando-a um exemplo a seguir pelas outras empresas no país no momento em que a economia começa lentamente a reabrir depois da paragem imposta pela pandemia da Covid-19.
Recomendadas

André Ventura reeleito presidente do Chega com 97,3% dos votos dos militantes

Depois de ser conhecido o resultado da votação interna, André Ventura reafirmou que o PSD não poderá regressar ao poder sem o Chega.

Ex-autarca do Porto diz que volumetria do projeto do El Corte Inglés é “absurda”

No mês passado, o Bloco de Esquerda denunciou que a Câmara do Porto “abdicou de 31 mil m2 para espaços verdes no projeto do Corte Inglês na Boavista, por considerar não serem necessários devido à proximidade da Rotunda da Boavista”. Para Nuno Cardoso, “tem uma densidade absolutamente desmesurada”.

Rio admite dificuldade de captar mulheres para a vida política e para as autárquicas

Num vídeo pré-gravado de cerca de três minutos transmitido via redes sociais no encerramento da 5.ª Academia de Formação Política para Mulheres do PSD, Rio saudou este tipo de iniciativas, em especial dirigida ao público feminino.
Comentários