Covid-19: Deputados da Assembleia da Madeira voltam a adiar toma da vacina a favor de grupos prioritários e de risco

A decisão foi tomada pela Conferência dos Representantes dos Partidos.

A Conferência dos Representantes dos Partidos decidiu que os deputados da Assembleia Legislativa da Madeira só serão vacinados contra a covid-19, “depois de concluída a vacinação de todos os grupos de risco e de todos os grupos prioritários, incluindo as forças de segurança e as forças de socorro”.

O anúncio foi feito por José Manuel Rodrigues, presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, que acrescentou que “os líderes parlamentares abdicaram de serem vacinados na altura que foi entendido pelas autoridades nacionais e autoridades regionais de saúde e que voltam a fazê-lo no momento em que iriam ser chamados para a vacinação”.

Na Madeira já foram administradas 60.014 vacinas contra a covid-19, até 12 de abril, 41.844 correspondiam à primeira dose e 18.170 à segunda dose.

16,5% da população já possui a primeira dose da vacina e 7,1% com a vacinação completa.

Foram ainda marcados oito plenários para maio (dias 04, 05, 11, 12, 18, 19, 25 e 26 de maio). Os plenários vão manter o quórum de funcionamento com 24 deputados devido à pandemia.

Recomendadas

Funchal contrata 19 novos colaboradores

A autarquia do Funchal passa a contar com mais cinco Técnicos de Educação Física, quatro Técnicos de Informática, três Psicólogos, e sete Assistentes Administrativos.

SESARAM nomeia Fábio Camacho como coordenador geral do ACES

A nomeação para o cargo tem um período de três anos.

Qual é a diferença entre marketplace e e-commerce?

Nas suas compras virtuais procure o selo CONFIO que é um certificado atribuído a plataformas que cumprem as melhores práticas do mercado digital e da utilização da Internet e tenha sempre em atenção à sua cibersegurança, questione e procure informação em caso de dúvidas.
Comentários