PremiumCriptomoeda: Bitcoin, a moeda que quer imitar o ouro

Após a ascensão fulgurante seguida de uma espiral de queda em 2017, o valor da bitcoin voltou a disparar este ano mais de 150%. O apetite pelo risco, a entrada de investidores institucionais, a escassez de oferta e a perceção de que poderá tornar-se num ativo de reserva levou o preço para perto de máximos e do patamar 20 mil dólares por cada moeda.

Na homepage do site especializado CoinMarketCap há um anúncio pop-up que convida os leitores a participarem num concurso que não deixa dúvidas sobre qual é o tema do momento no mundo das moedas virtuais. “Quando é que a bitcoin irá atingir os 20 mil dólares?”, pergunta o site, convidando os interessados a fazerem três previsões, num concurso que oferece prémios no total de 10 mil dólares. Em bitcoin, pois claro.

“Vamos ver como é que o preço reage junto da barreira dos 20 mil dólares: se inicia uma correção ou se ganha um novo momentum”, disse Henrique Tomé, analista da corretora XTB.

Esta quarta-feira, a cotação da bitcoin fez a aproximação a esse patamar, tocando nos 19.374,84 dólares por moeda, ficando muito próximo do máximo histórico de 19.783,21 dólares atingido a 18 de dezembro de 2017, o pico da ‘febre’ especulativa da moeda digital. Essa abordagem a marcas tão importantes poderá ter criado uma barreira psicológica e o preço acabou por recuar para 16.328 dólares.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumFiat 500 X Sport. O pequeno ‘crossover’ que é um grande carro

Com uma notável eficácia a nível de motorização, uma aerodinâmica pouco comum e uma estabilidade ímpar para um pequeno crossover de cinco portas, o Fiat 500 X Sport conta com fãs incondicionais.

PremiumFragmentado tinto e branco: Fragmentos graníticos do Cima-Corgo

A ideia foi “criar um topo de gama que melhor refletisse a concentração das nossas vinhas centenárias” – é assim que o enólogo Luís Leocádio sintetiza a motivação para produzir e lançar no mercado nacional os vinhos Fragmentado, da produtora Titan of Douro.

PremiumJake Angeli: O (estranho) rosto da conspiração contra a América que tem chifres a enfeitar a cabeça

Repetente na defesa de Donald Trump e adepto da QAnon, o homem de 33 anos encontra-se entre os detidospor terem invadido o Capitólio após o ainda presidente incitar os apoiantes a defenderem a ‘verdade’ eleitoral. É a América no seu melhor. Ou no pior, depende.
Comentários