CTT e papeleiras lideram perdas da Bolsa de Lisboa

O principal índice nacional encerrou as negociações desta terça-feira com uma perda de 0,15%, para 5.389,13 pontos. Destacou-se, pela positiva, o grupo EDP.

A Bolsa de Lisboa encerrou a sessão desta terça-feira em terreno negativo, seguindo o sentimento das praças europeias e norte-americanas. O PSI-20 fechou as negociações de hoje com uma perda de 0,15%, para 5.389,13 pontos, pressionado sobretudo pelas quedas dos CTT – Correios de Portugal (-1,48%, para 2,80 euros) e das empresas da pasta e do papel.

No principal índice bolsista nacional destacam-se as desvalorizações da Navigator (-1,60%, para 3,07 euros) – à qual o Bankinter manteve a recomendação neutra mas reduziu o price target para 3,20 euros – e da Sonae (-1,84%, para 0,83 euros), bem como a Nos (-0,82%), a Altri (-1,06%) ou a Semapa (-1,45%). Por outro lado, terminaram o dia no ‘verde’ a EDP – Energias de Portugal (+1,62%, para 4,90 euros), a EDP Renováveis (+0,94%), a F. Ramada (+1,06%) e a Ibersol (+0,23%).

“Uma outra ação que se destacou foi a Galp. Antes da abertura, a petrolífera reportou as suas contas trimestrais. No quarto trimestre do ano, o resultado alcançado foi de 157 milhões de euros, 44% acima do registado no mesmo período de 2018 e face aos 180 milhões de euros estimados pelo CaixaBank Equity Research”, explicam os analistas do CaixaBank/BPI Research-

As restantes praças do ‘Velho Continente’ estão igualmente desanimadas. O índice alemão DAX recuou 0,76%, o britânico FTSE 100 caiu 0,71%, o francês CAC 40 perdeu 0,48%, o holandês AEX perdeu 0,59%, o espanhol IBEX 35 deslizou 0,18% e o italiano FTSE MIB impressionou com um ganho de 0,41%. O Euro Stoxx 50 desvalorizou 0,43%.

“Os triggers para esta correção são: o anúncio da Apple de que não irá alcançar os objetivos de vendas do primeiro trimestre devido ao coronavírus e o ZEW alemão”, explicam os analistas do Bankinter. “O indicador ZEW de fevereiro demonstrou uma degradação nas expectativas de profissionais de mercados financeiros, tanto na zona euro como na Alemanha. Já nos Estados Unidos o sentimento no imobiliário recuou no mês de fevereiro, continuando ainda assim com valores elevados. No seio empresarial destaque para a valorização UBI banca que fecha a sessão a valorizar mais de 20%”, refere Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp.

Em relação aos preços do petróleo, a cotação do barril de Brent está a descer 0,81%, para 57,19 dólares, enquanto a cotação do crude WTI recua 0,92%, para 51,84 dólares por barril. Quanto ao mercado cambial, o euro deprecia 0,19% face ao dólar (1,0813) e a libra esterlina “valoriza” 0,10% perante a divisa dos Estados Unidos (1,3018).

Ler mais

Recomendadas

PremiumGoverno trava subida das taxas de supervisão em 2020 proposta pela CMVM

Em ano de prejuízos, a entidade reguladora vê a proposta de um novo modelo de financiamento congelada pelo Ministério das Finanças. São mais dois milhões de euros que ficam por receber.

PSI 20 fecha semana no ‘vermelho’ afetado pelo BCP e Galp

Praça lisboeta terminou a sessão a descer 0,87%, para 4.390,27 pontos nesta sexta-feira, seguindo a tendências das suas congéneres europeias.

Bolsa de Lisboa perde fôlego a meio da sessão e acompanha quedas da Europa

A penalizar a praça lisboeta estão títulos como o BCP, que perde 0,92%, NOS, que desvaloriza 1,64%, ou Mota-Engil, que cai 1,22%. A alemã Wirecard está a subir mais de 3% depois de a ‘Bloomberg’ avançar que Deutsche Bank está interessado na unidade financeira da empresa.
Comentários