CTT lançam descontos e condições especiais para empresas e clientes particulares

Uma das medidas tomadas pelos Correios é disponibilizar portes gratuitos para todas as compras realizadas na lojas online CTT, até ao final de abril.

Cristina Bernardo

Depois de terem lançado um novo serviço para digitalização dos negócios de pequenas e médias empresas (PME)- serviço gratuito até abril -, os CTT – Correios de Portugal anunciaram esta quinta-feira, 26 de março, um conjunto de descontos para clientes particulares e empresas, em serviços de logística, publicidade, correio e no serviço ViaCTT.

Em comunicado, a operadora postal fez saber que lançou “descontos nos seus preços e condições especiais nos serviços digitais para empresas e clientes particulares, até 30 de abril, apoiando a promoção da sustentabilidade do tecido empresarial nacional e a segurança e bem estar das populações”, face ao Estado de Emergência que Portugal atravessa por causa da pandemia da Covid-19.

Os CTT estão a oferecer descontos em alguns produtos digitais para o envio e receção de cartas e encomendas aos clientes particulares. Assim, para envio de objetos, a operadora postal cortou em 20% os custos dos envios na Península Ibérica e internacionais até ao final de abril e aplicou um desconto de 20% no serviço Expresso Hoje.

Já na receção de objetos, os CTT reduzir em 25% a subscrição de pedidos de reexpedição nacional de correio durante abril. A operadora postal também passa a oferecer o antigo serviço Siga (de acompanhamento do estado de uma encomenda) para “pedidos através dos canais digitais”, como a aplicação ou o site, até final de abril, tanto em correspondências como em encomenda.

“Adicionalmente, os CTT vão disponibilizar portes gratuitos até ao final de abril para todas as compras na loja online CTT”, lê-se no comunicado pela empresa liderada por João Bento.

No negócio empresarial, os CTT oferece “armazenagem gratuita nos planos de logística” para PME  por três meses, bem como uma “redução de 20% do custo na criação online de campanhas, via voucher digital, para novos aderentes”, até fim de abril. Os Correios elencam estas iniciativas como as indicadas para as empresas manterem “o negócio ativo através de ferramentas self-service online”.

Para “soluções para o envio rápido e online de encomendas, mercadorias e correspondências”, a operadora postal anunciou um corte em 20% o custo do serviço Expresso para Hoje, bem como o corte em 20% do preço do serviço e-Carta “para novos aderentes” até 30 de abril. O custo do ViaCTT foi reduzido em 25% também para novos clientes.

Ainda no âmbito das empresas, a empresa liderada por João Bento descontaram 25% no custo de reexpedição de correio para clientes empresariais até 30 de abril; e lançaram a promoção “Compre 1 Crédito Leve 3” nos cacifos 24h como ponto de recolha para PME, de forma a “evitar contacto pessoal”.

Ler mais
Relacionadas

Maioria das lojas CTT passa a fechar às 13h30

Todas as lojas CTT vão estar em funcionamento nos dias úteis, entre as 9h e as 13h30, por causa da pandemia. Exceto as que estão inseridas em centros comerciais e aeroporto. Os CTT informam também que “estarão encerradas a loja do Aeroporto das Lajes, na Terceira, do El Corte Inglès, em Lisboa, da Loja do Cidadão de Lisboa e da Loja do Cidadão de Odivelas, devido ao encerramento desses espaços”. Relativamente aos Pontos CTT (Postos de Correio) poderão existir alterações nos horários de funcionamento ou o encerramento por decisão dos parceiros dos CTT.

CTT lançam serviço gratuito até abril para digitalização dos negócios de PME

CTT lançaram novo serviço em cooperação com o Ministério da Economia e Transição Digital, no âmbito das medidas criadas pelo Governo para apoiar empresas de menor dimensão durante o combate à pandemia do novo coronavírus. Até ao fim da abril, as PME podem aderir gratuitamente. CTT não cobram comissões.
Recomendadas

Makro Portugal inicia serviço gratuito de ‘take-away’ e ‘delivery’ para clientes

Os responsáveis da cadeia de retalho grossista garantem que esta nova funcionalidade estará disponível para restaurantes, talhos, peixarias, charcutarias, padarias, garrafeiras, minimercado, ou qualquer estabelecimento que se dedique à comercialização de bens alimentares, em serviço de ‘take-away’ e ‘delivery’ (entrega ao domicílio).

Governo manda Juntas de Freguesia reabrir postos de correio para assegurar entrega ao domicílio de pensões

De acordo com o Governo, “estima-se que cerca de 100 mil dos 370 mil pensionistas que recebem mensalmente os vales não tenham de se deslocar, garantindo assim a segurança do principal grupo de risco nesta pandemia do Covid-19”.

Covid-19: Pingo Doce financiou projeto inovador de ‘triagem inteligente’

O valor do apoio financeiro da insígnia retalhista do Grupo Jerónimo Martins é de aproximadamente 30 mil euros, estimando-se que este equipamento inovador tenha capacidade para avaliar 240 pacientes por dia.
Comentários