Cuatrecasas assessora sul-coreanos da CS Wind na compra de 60% de ASM Industries

A empresa de torres eólicas pretende reforçar a sua presença no mercado europeu. O negócio, avaliado em 46,5 milhões de euros, deverá ficar fecho no próximo mês de setembro.

A sociedade de advogados Cuatrecasas, em parceria com a sul-coreana Bae, Kim & Lee LLC (BKL), assessorou juridicamente a CS Wind Corporation, com sede na Coreia do Sul, na compra de uma participação de 60% na empresa portuguesa ASM Industries.

O negócio – que está avaliado em 46,5 milhões de euros e deverá ficar concluído no próximo mês de setembro – envolveu uma equipa multidisciplinar da Cuatrecasas coordenada pelo sócio Francisco Santos Costa, da área de Societário e Fusões e Aquisições (M&A), tendo ainda incluído o associado Francisco de Almeida Viegas.

O departamento de Direito Europeu e da Concorrência também participou nesta operação através do sócio coordenador, Pedro Marques Bom, e do associado António Souto Moura. Na equipa estiveram ainda os associados José Diogo Marques (Público), Ana Isabel Ferreira e Carolina Salazar Leite (Litígios e Arbitragem) e Liliana Almeida de Moura (Laboral).

A sociedade ibérica recorda que a CS Wind é uma fabricante global de torres eólicas, que, através de transações desta natureza, pretende reforçar a sua presença no mercado europeu.

Já a ASM Industries, com sede em Aveiro, é uma sub-holding do grupo A. Silva Matos dedicada ao fabrico de equipamentos de aço para a indústria das renováveis e marinha, tais como torres eólicas, fundações offshore e estruturas marinhas. Faz Há 14 anos, quando o grupo quadragenário expandiu as suas áreas de negócio, tendo criado o braço de energias renováveis que acabou por resultar na ASM Industries.

Recomendadas
Conferência Inovação e Talento

JE promove conferência sobre inovação e talento na advocacia

Conferência contará com a participação de Tiago Geraldo, advogado sénior da sociedade de advogados Morais Leitão; João Massano, presidente do Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados; e Paulo Cardoso do Amaral, professor da Universidade Católica Portuguesa.
luís_menezes_leitão_bastonário_ordem_advogados

Advogados elogiam pedido de constitucionalidade da lei que obriga denúncias de evasão fiscal

A Provedora de Justiça pediu ao Tribunal Constitucional a 15 de setembro que fiscalize a lei publicada a 21 de julho de 2020 que transpôs uma diretiva europeia, estabelecendo a obrigação de comunicação à AT a de determinados mecanismos internos ou transfronteiriços com relevância fiscal.

Ordem dos Advogados aprova regra que obriga a mestrado ou doutoramento para entrar na profissão

A proposta do Conselho Geral, liderado pelo bastonário Luís Menezes Leitão, teve esta sexta-feira ‘luz verde’ e segue para a Assembleia da República para o veredito final.
Comentários