Custo da mão-de obra sobe 3,6% em Portugal, o dobro da zona euro

Os custos horários da mão-de-obra aumentaram, no terceiro trimestre, 1,5% na zona euro e 1,9% na União Europeia, face ao período entre abril e junho, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat. Em Portugal, o indicador cresceu 3,6%.

Os custos horários da mão-de-obra aumentaram, no terceiro trimestre, 1,5% na zona euro e 1,9% na União Europeia, face ao período entre abril e junho, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat. Em Portugal, o indicador cresceu, no terceiro trimestre, 3,6%.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, a Roménia (14,7%),a República Checa (9,0%), a Bulgária (8,4%), a Letónia (7,7%) e a Lituânia (6,8%) foram os países onde os custos horários da mão-de-obra mais subiram.

A Croácia (-6,5%), Malta (-2,1%) e Itália (-0,5%) foram os países onde o indicador recuou.

Recomendadas

Floresta diversificada resiste melhor a fogos e secas, revela estudo

Investigadores liderados pelo biólogo William Anderegg, da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, concluíram que uma floresta com uma grande variedade de árvores e de características diversas relacionadas com o fluxo da água sofre menos com os períodos de seca.

Superbrands: há uma marca portuguesa entre as 10 preferidas pelos consumidores

Dentro dos setores avaliados, aqueles mais relevantes são os de motores, eletrónica e moda de consumo, superfícies comerciais e desporto.

Prozis Tech Maia vai representar investimento superior a 15 milhões de euros

Já está em curso o processo de recrutamento para a entrada imediata de 300 colaboradores, sobretudo nas áreas da programação e dos sistemas informáticos.
Comentários