Défice externo agrava-se para 1.633 milhões de euros até julho

O défice da balança de bens aumentou 2028 milhões de euros e o excedente da balança de serviços diminuiu 137 milhões de euros até julho, explica o Banco de Portugal.

Peter Nicholls/Reuters

O défice externo aumentou para 1633 milhões de euros até julho, que compara com os -616 milhões de euros registados nos primeiros sete meses do ano passado. Segundo dados divulgados esta quarta-feira pelo Banco de Portugal, o aumento de 1017 milhões de euros, resultou sobretudo da balança de bens.

“Em termos homólogos, o défice da balança de bens aumentou 2028 milhões de euros e o excedente da balança de serviços diminuiu 137 milhões de euros”, explica o Banco de Portugal.

Até julho, as exportações de bens e serviços cresceram 3%, com um aumento de 2,2% nos bens e 4,6% nos serviços, tendo as importações aumentado 7,4%, o que reflete uma expansão de 6,7% nos bens e 10,8% nos serviços.

A instituição liderada por Carlos Costa identifica ainda que o défice da balança de rendimento primário diminuiu 748 milhões de euros relativamente ao período homólogo, para 3340 milhões de euros.

“Esta variação resultou, principalmente, da redução dos juros pagos a entidades não residentes”, sublinha.

Relativamente à balança financeira, até julho, o saldo registou uma redução dos ativos líquidos de Portugal face ao exterior de 1743 milhões de euros.

“É de destacar o aumento de passivos através do investimento de não residentes em sociedades não financeiras residentes e em obrigações do tesouro, e uma redução de ativos emitidos por não residentes na posse do setor financeiro”, explica o BdP. “Esta redução resultou de movimentos contrários em relação aos títulos de dívida emitidos por não residentes, com o Banco de Portugal a reduzir o seu investimento nestes ativos, parcialmente compensado pelo aumento do investimento dos restantes bancos”, conclui.

Ler mais
Recomendadas

Centeno mantém núcleo de confiança nas Finanças

Ministério das Finanças mantém secretários de Estado, à excepção de Maria de Fátima Fonseca que transita para a Modernização do Estado e da Administração Pública. Mourinho Félix mantém-se ‘número dois’.

Financiamento das administrações públicas cai para 329 milhões de euros até agosto

Emissão de títulos foi de 2,4 mil milhões, permitindo compensar o financiamento através de empréstimos líquidos de depósitos de -2,1 mil milhões, segundo dados do Banco de Portugal.

Preço da carne de porco a caminho da maior subida em 15 anos

A China, o maior consumidor mundial de carne de porco, já perdeu 40% dos seus animais devido à peste suína africana. Isto levou a China a importar mais carne de porco, provocando um disparo dos preços no mercado mundial.
Comentários