Descoberta nova levedura nas uvas com potencial para produzir biomassa e lípidos

Equipa liderada por Ricardo Franco-Duarte, investigador da Universidade do Minho, descobriu nos Açores uma nova espécie de levedura que pode ter muito potencial comercial.

Uma equipa liderada por Ricardo Franco-Duarte, da Universidade do Minho, encontrou uma nova espécie de levedura em uvas nos Açores, com potencial para a produção de biomassa e lípidos. A descoberta acaba de ser publicada no prestigiado “International Journal of Systematic and Evolutionary Microbiology.

A levedura é um microrganismo essencial, por exemplo, na produção de vinho, pão e cerveja. O alimento (substrato) favorito da levedura é normalmente a glucose, mas é dispendiosa. Por isso, explica o investigador, tem-se procurado substratos alternativos e mais acessíveis, como o amido, que tem várias moléculas de glucose e surge no arroz, batata e trigo, entre outros. A levedura agora descoberta, ‘Clavispora santaluciae’, destaca-se precisamente por ter enzimas que degradam o amido, ou seja, pode ter muito potencial comercial.

Ricardo Franco-Duarte explica que a nova levedura, além de alargar o conhecimento da biodiversidade vínica, “abre perspetivas para potenciais aplicações na produção de compostos de valor acrescentado, como biomassa e lípidos”. A produção de substâncias de interesse industrial a partir de resíduos agroindustriais, por exemplo, é uma opção relevante, ao reduzir impactos ambientais e ao acrescentar valor aos resíduos. “Espero que esta investigação aumente a perceção do potencial de novos isolados de leveduras a nível biotecnológico, como alternativa à utilização de leveduras convencionais”, destaca o investigador do Centro de Biologia Molecular Ambiental da UMinho.

A equipa de Ricardo Franco-Duarte integra cientistas das universidades dos Açores, Minho e Liubliana (Eslovénia) e do Centro Laimburg, em Itália, tendo o estudo sido realizado em 33 locais de sete ilhas do arquipélago dos Açores. Foram recolhidas 105 amostras de uvas e identificadas 28 espécies de leveduras. A nova espécie, ‘Clavispora santaluciae’, deve o nome à quinta de Santa Luzia, situada na baía de São Lourenço, na ilha de Santa Maria. A investigação contou com fundos do Compete 2020, através do FEDER e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Recomendadas

PRR. Consórcio de empresas e universidades envia propostas para tentar financiar projetos de 145 milhões

O grupo de entidades, na qual estão inseridos Turismo de Portugal e Confederação do Turismo de Portugal, entregou ao Governo a ‘Agenda Acelerar e Transformar o Turismo’, para mobilizar capital para projetos inovadores e sustentáveis.

Fidelidade faz parceria de 12 milhões com o Técnico para a construção do centro de inovação

O projeto orçamentado em cerca de 12 milhões de euros e que ocupará a antiga Gare do Arco Cego, em Lisboa vai chamar-se “Técnico Innovation Center, Powered by Fidelidade”.

Emprego jovem em Portugal é mais vulnerável do que na União Europeia

Estudo a divulgar esta segunda-feira, 18 de outubro, no âmbito do lançamento do Observatório do Emprego Jovem no ISCTE-IUL, revela que, em média na UE, 48,9% dos trabalhadores com menos de 25 anos têm contrato a termo, em Portugal, o valor ronda os 60%. O estudo incidiu sobre o período entre 2007 e 2019.
Comentários