Desconfinamento. Caça e pesca lúdica são novamente permitidas

O ICNF esclareceu que os caçadores e pescadores lúdicos já podem retomar a sua atividade, mas alerta que é preciso continuar a cumprir as regras sanitárias.

Brady Rogers/Unsplash

A caça e a pesca lúdica já são permitidas nesta nova fase de desconfinamento, segundo o Instituto da Conservação de Natureza e Florestas (ICNF).

“Sendo a caça e a pesca lúdica atividades físicas praticadas ao ar livre, as mesmas podem ser exercidas a partir de 5 de abril, em grupos de até quatro pessoas e cumprindo as orientações da DGS, de acordo com o estabelecido no artigo 41.º do Decreto n.º 6/2021, de 3 de abril, que estabelece as regras de aplicação do estado de emergência”, segundo o esclarecimento divulgado por esta instituição.

No entanto, o ICNF alerta que “esta situação pode ser alterada em função da evolução dos critérios epidemiológicos”.

Apesar dos caçadores e pescadores lúdicos poderem retomar a sua atividade, o ICNF alerta que as regras sanitárias são para continuar a cumprir. “Os esclarecimentos prestados não eximem a necessidade de serem cumpridas as recomendações e ordens determinadas pelas autoridades de saúde e pelas forças e serviços de segurança”.

Recomendadas

Contratos para obras públicas a partir de 5 milhões vão destinar 1% para obras de arte

“Prevê-se, como regra, que 1% do preço, em contratos de valor igual ou superior a cinco milhões de euros, seja aplicado em inclusão de obras de arte nas obras públicas objeto desses contratos”, acrescenta o comunicado do Conselho de Ministros.

PRR: Investimento em infraestruturas transfronteiriças reduzido para 65 milhões de euros

Na versão submetida a consulta pública, em 16 de fevereiro, o Governo previa um investimento global de 110 milhões de euros em infraestruturas rodoviárias para assegurar as ligações transfronteiriças entre Portugal e Espanha, que no documento final, entregue esta quinta-feira, foi reduzido para 65 milhões de euros.

Fórum para a Competitividade critica PRR e pede foco na saúde, licenciamentos e turismo

O turismo merece particular destaque na nota de Perspetivas Económicas do Fórum, que relembra que o saldo acumulado da balança turística nos seis anos que antecederam a pandemia é equivalente às transferências europeias para Portugal nos próximos nove anos.
Comentários