Despenalização da eutanásia pode vir a ser aprovada hoje no Parlamento. Acompanhe o debate

Caso venha a comprovar-se a aprovação de, pelo menos, um dos projetos de lei, a Assembleia da República abre a porta a que Portugal se torne o quinto país europeu onde a morte medicamente assistida é permitida. Acompanhe o debate em direto o debate e votação dos diplomas no Parlamento.

Relacionadas

Sondagem: 80% dos inquiridos a favor de referendo sobre eutanásia

Dos inquiridos que defendem um referendo, 67,8% votariam a favor da despenalização da eutanásia. No entanto, 61,1% defende que a eutanásia só deve ser administrada por médicos. Já 73,9% dos inquridos considera que os pacientes devem ser submetidos a avaliação psicológica.

Despenalização da eutanásia pode vir a ser aprovada hoje no Parlamento

Caso venha a comprovar-se a aprovação de, pelo menos, um dos projetos de lei, a Assembleia da República abre a porta a que Portugal se torne o quinto país europeu onde a morte medicamente assistida é permitida.
Recomendadas

Luís Todo Bom: “Se tenho escrito este livro há mais anos, tinha adivinhado o desmoronamento do GES”

Luís Todo Bom, primeiro presidente da PT e atual CEO da Angopartners, foi o convidado da última edição do programa “Primeira Pessoa”, da plataforma JE TV. “Se somarmos a complexidade da família com a complexidade dos negócios do grupo familiar e subtrairmos o modelo organizativo, daqui nós temos o risco estrutural”, referiu a propósito do GES.

“Primeira Pessoa”: “Portugal Telecom? Sinto uma enorme tristeza por essa empresa”

Luís Todo Bom, primeiro presidente da PT e atual CEO da Angopartners, foi o convidado da última edição do programa “Primeira Pessoa”, da plataforma JE TV. Sobre a PT, o gestor garante que houve um conjunto de aspetos que “não funcionaram. E houve várias cumplicidades. Os modelos de supervisão da PT não funcionaram. O modelo de gestão de risco não funcionou. O modelo de auditoria interna não funcionou”.

“Jogo Económico”: “Tema da justiça é uma nódoa no mandato de Luís Filipe Vieira”

Na última edição do programa “Jogo Económico”, da plataforma JE TV, o jornalista João Marcelino desvalorizou algumas das propostas dos candidatos à presidência do SL Benfica. No entanto, este comentador considerou que os casos judiciais de Luís Filipe Vieira são uma “nódoa” no mandato deste candidato.
Comentários