DHL. Entregas de encomendas vão ficar mais caras a partir de 1 janeiro de 2022

A empresa de logística avançou com um ajustamento na tabela de preços e anunciou que os consumidores em Portugal vai pagar mais 4,9%, comparativamente a 2021, pela entrega de encomendas.

A partir do próximo ano vai ficar mais caro receber encomendas a partir de uma das maiores empresas de logística e correio expresso do mundo. De acordo com a nova tabela de preços da DHL Express, a partir de 1 janeiro de 2022, entregar encomendas vai encarecer 4,9%, quando comparado com os preços de 2021. Por sua vez, a sobretaxa para as encomendas de maior dimensão será reduzida para 60 euros por peça.

A DHL Express explica num comunicado, divulgado esta sexta-feira, que este ajuste de preços é feito anualmente e tem em conta vários fatores, nomeadamente, “a inflação, a dinâmica cambial e outros custos administrativos relacionados com medidas regulamentares e de segurança”. Além de Portugal, sofrem com o aumento de preços outros 219 países e territórios.

“Os ajustes de preços irão variar de país para país, dependendo das condições locais, e serão aplicados a todos os clientes cujos contratos o permitam. O ajustamento também permite à empresa investir mais na sua rede de infraestruturas e reforçar a resiliência contra crises, assim como, proporcionar o crescimento da capacidade necessária devido ao aumento da procura dos clientes”, explica a nota.

José António Reis, diretor-geral da DHL Express Portugal, adianta que com o ajustamento de preços “somos capazes de investir nas nossas infraestruturas e em tecnologia de última geração, que nos permite continuar a apostar em soluções mais verdes, sustentáveis, limpas e amigas do ambiente”, uma vez que a empresa pretende “reduzir as emissões de CO2 [dióxido de carbono”.

“Excelentes exemplos, já em prática na nossa organização, explica” são a aquisição de aviões de carga elétricos, veículos e bicicletas elétricas, bem como a preocupação de todos os nossos edifícios serem neutros em carbono”.

Recomendadas

Sonae admite ser “inevitável” aumento de custos devido à subida do preço dos combustíveis

O responsável pela Sonae MC falava aos jornalistas à margem da inauguração do novo edifício do Centro de Distribuição da Sonae MC, hoje, na Azambuja, que contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sendo o maior entreposto refrigerado em Portugal.

Mercadona abriu hoje supermercado de Leça da Palmeira

A empresa prevê abrir ainda este ano quatro novos supermercados em Portugal. A próxima abertura está prevista para o dia 26 de outubro em Vila do Conde. 

Zomato lança serviço de entregas em parceria com os CTT

A parceria quer ainda completar a experiência do utilizador “a 100%”, juntando a opção de ‘delivery’ às funcionalidades já oferecidas, tendo os utilizadores de realizar o download de uma nova aplicação para estes pedidos e também para o ‘takeaway’.
Comentários