Diretor geral da OMS vai ser um dos oradores da Collision

A conferência fundada por Paddy Cosgrave, que este ano devido à pandemia vai realizar-se online, recebe Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A cimeira tecnológica Collision from Home, criada pelo fundador da Web Summit, anunciou esta quarta-feira que o diretor geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) vai discursar nesta conferência, que decorre entre os dias 23 e 25 de junho. O investigador etíope Tedros Adhanom Ghebreyesus, dirigente de uma das maiores organizações internacionais, está na lista de oradores do evento que é considerado pela agência ‘Bloomberg’ como “Davos para os geeks”.

O nome de Tedros Adhanom não surge ao acaso, uma vez que a organização decidiu, pela primeira vez, focar o encontro na área da healthtech, que abrange a telemedicina e todas as soluções digitais de apoio ao diagnóstico, por exemplo. O tema estará em cima da mesa – ou, neste caso, no broadcast – com porta-vozes de empresas, médicos, investigadores e investidores.

Segundo os promotores da Collision, o diretor geral da OMS será questionado sobre a evolução da Covid-19 e a luta contra a pandemia do ponto de vista da organização que dirige. Paddy Cosgrave, fundador e CEO da conferência, considera-o “uma das pessoas mais importantes do mundo atualmente”.

“Essa pandemia global criou um cenário bélico em que a indústria da saúde está numa corrida às armas, só que as armas não são armas mas avanços médicos que salvarão vidas, como sistemas de rastreamento de contactos e testes super rápidos. Estamos desesperados para voltar a qualquer tipo de ‘normal’ e, agora mais do que nunca, estamos a contar com todos neste campo, desde líderes mundiais em medicina até aos enfermeiros na linha de frente”, disse o empreendedor irlandês.

É também o caso da Everlywell, que startup de tecnologia para saúde que conseguiu autorização do regulador dos medicamentos norte-americano (FDA) para lançar kits caseiros de diagnóstico da Covid-19 e que também deverá estar no ‘palco’ da Collision.

Além de Tedros Adhanom, discussão na Collision Patrice Harris (presidente da American Medical Association), Vas Narasimhan (CEO da Novartis), David Kopp (CEO da Healthline Media) ou os professores Leana Wen e Dorry Segev, da Universidade George Washington e da Universidade de Johns Hopkins, respetivamente.

Em 2021 o evento vai voltar à cidade de Toronto, entre os dias 21 a 24 de junho, no Enercare Centre.

Ler mais
Recomendadas

Covid-19: Testes rápidos de antigénio registaram maior número de sempre a 7 de abril

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 07 de abril, com mais de 34.000 realizados nesse dia, segundo dados do Instituto Ricardo Jorge.

União Europeia revê possível ligação entre vacina da Johnson & Johnson e coágulos

Apesar de surgir imediatamente a seguir ao anúncio de uma “possível ligação” entre a vacina da AstraZeneca e uma maior probabilidade da ocorrência de coágulos atípicos, a EMA esclarece que a revisão agora feita ao fármaco da Johnson & Johnson se prende com uma formalidade.

Madeira também só vai administrar vacina da AstraZeneca a pessoas com mais de 60 anos

A autoridade de saúde da Madeira vai seguir as recomendações da Direção-Geral de Saúde e a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 só será administrada na região “a pessoas com mais de 60 anos”, foi anunciado esta quinta-feira.
Comentários