Dona da Bolsa de Lisboa vai comprar 66% da norueguesa Nord Pool

A Euronext anunciou uma operação de franchise para ‘dar gás’ a negociação no setor da energia. A empresa vale cerca de 84 milhões de euros.

A Euronext anunciou esta quinta-feira que entrou em acordos vinculativos para comprar 66% do capital social e dos direitos de voto do grupo nórdico Nord Pool, uma empresa ligada ao mercado da energia. O grupo pan-europeu que detém a Bolsa de Lisboa que diversificar as suas operações de franchise para diversificar a negociação no setor da energia.

A Nord Pool tem sede na Noruega (Oslo), mas conta com escritórios em Helsínquia, Estocolmo, Tallinn, Berlim e Londres. O grupo nórdico, que vale cerca de 84 milhões de euros [sem dívidas] foi criado em 1993 e disponibiliza essencialmente serviços de negociação ligados à energia (“power trading”).

Para a dona do PSI-20, a Nord Pool será um centro de excelência em matérias-primas na cidade de Oslo, onde recentemente a Euronext foi às compras. Segundo a informação divulgada esta manhã ao mercado, o intuito é aumentar a presença na região do Norte da Europa e “diversificar o seu mix de receitas para novas classes de ativos não correlacionadas com os ciclos do mercado financeiro”.

“Por sua vez, a Nord Pool beneficiará da longa pegada da Euronext e dos esforços comerciais na Europa continental para expandir o alcance da sua tecnologia de ponta, e os seus funcionários juntar-se-ão a um grupo pan-europeu com oportunidades de carreira internacional”, garante a Euronext, em comunicado divulgado pela CMVM.

A aquisição prevê que os atuais proprietários da Nord Pool – os Operadores Nórdicos e Bálticos do Sistema de Transmissão (TSOs, na sigla inglesa) – se mantenham na estrutura acionista, com uma participação de 34% por via de uma holding.

No ano passado, a Nord Pool gerou receitas de 40 milhões de euros e registou 524 TWh (terawatt-hora) foram negociados nos seus mercados. A empresa não opera em Portugal, mas tem mais de 360 ​​clientes de 20 países – entre os quais Reino Unido, França, Alemanha, Bélgica, Holanda, Áustria e Luxemburgo.

Ler mais

Recomendadas

Efeitos da pandemia da Covid-19 leva vendas da Henkel a cair 6%, para 9,5 mil milhões de euros no primeiro semestre de 2020

O lucro antes de juros e imposto sobre os rendimentos (EBIT), ou lucro operacional ajustado, fixou-se nos 1.191 milhões de euros entre janeiro e junho, o que se traduz num tombo de 27,5% face a igual período de 2019. A margem EBIT ajustada foi de 12,6%.

Coca-Cola regista perdas de 48% no mercado ibérico no segundo trimestre

A empresa de bebidas teve uma receita de 338 milhões de euros na sua divisão ibérica que engloba os territórios de Espanha, Portugal e Andorra. A faturação foi de 917 milhões, menos 28,5% do que o verificado no primeiro semestre do ano passado.

Porto de Leixões investe 13,5 milhões de euros em rebocadores de 70 toneladas de força de tração

Estes novos rebocadores vão substituir outros dois com mais de 40 anos e estão em linha com a estratégia de descarbonização que a administração portuária tem vindo a desenvolver nos portos sob sua jurisdição.
Comentários