Dona do Pingo Doce vai recorrer à justiça para impugnar multa de 91 milhões de euros

Jerónimo Martins discorda “em absoluto das decisões, que reputa de totalmente infundadas e profundamente imerecidas à luz do trabalho consistente que desenvolve para levar diariamente aos consumidores portugueses os melhores preços”.

Inácio Rosa / Lusa

A Jerónimo Martins contestou esta segunda-feira a decisão da Autoridade da Concorrência (AdC) de aplicar uma multa de 91 milhões de euros à cadeia de supermercados Pingo Doce, detida pelo grupo. A retalhista informou ainda o mercado de que irá recorrer à justiça para impugnar a decisão sancionatória e utilizar “todos os meios ao seu alcance para defender a sua reputação e repor a verdade dos factos”.

“Por discordar em absoluto das decisões, que reputa de totalmente infundadas e profundamente imerecidas à luz do trabalho consistente que desenvolve para levar diariamente aos consumidores portugueses os melhores preços e as melhores promoções”, justifica a empresa liderada por Pedro Soares dos Santos, em comunicado enviado à CMVM.

A AdC emitiu a primeira decisão condenatória oriunda da investigação a operadores de distribuição, tendo aplicado uma multa de 304 milhões de euros ao Modelo Continente, Pingo Doce, Auchan, Intermarché, Lidl, Cooplecnorte (responsável pelo E. Leclerc), Sociedade Central de Cervejas (SCC) e Primedrinks.

Em causa está a concertação de forma indireta, dos preços de venda, uma prática prejudicial aos consumidores, para os fazer subir de forma gradual e progressiva no mercado do retalho.

Relacionadas

Central de Cervejas “desapontada” com multa da Autoridade da Concorrência

Explica a Central de Cervejas que se sente “desapontada com esta decisão” uma vez que a AdC “aparentemente, não aceitou os argumentos apresentados oportunamente pela empresa.

“É esse o objetivo: aumentar preços! Keep going!”. As trocas de emails entre as empresas multadas pela Concorrência

A Pimedrinks, uma das visadas, diz que “não se revê” na multa de sete milhões de euros que lhe foi aplicada e vai recorrer da decisão da autoridade.

Seis supermercados e dois fornecedores de bebidas multados em 304 milhões de euros pela Autoridade da Concorrência

As empresas acusadas de concertação de preços em prejuízo do consumidor foram Modelo Continente, Pingo Doce, Auchan, Intermarché, Lidl, E. Leclerc, Central de Cervejas e Primedrinks.
Recomendadas

PremiumBanco e encomendas impulsionaram lucro dos CTT até março

Resultado líquido dos CTT nos primeiros três meses do ano mais do que duplicou, em termos homólogos, para 8,7 milhões de euros.

Aldi e Coviran expandem redes em Portugal com abertura de novos supermercados

O grupo alemão Aldi vai abrir uma nova loja em Canelas, Vila Nova de Gaia, enquanto o grupo espanhol inaugura um supermercado no Cartaxo.

Continente comprou mais de 365 milhões de euros à produção nacional em 2020

Através do Clube Português de Produtores, este montante representa um crescimento de 28% em relação às toneladas compradas em 2019, revela a empresa de distribuição pertencente ao Grupo Sonae.
Comentários