Donald Trump diz que vai proibir rede social chinesa TikTok nos Estados Unidos

“Eu tenho essa autoridade. Posso fazê-lo com uma ordem executiva”, sublinhou o Presidente norte-americano.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que vai proibir a rede social chinesa TikTok no país, por razões de segurança nacional.

“Quanto à TikTok, vamos proibi-la nos Estados Unidos”, disse Trump aos jornalistas, a bordo do avião presidencial, com destino a Washington a partir de Tampa, Florida.

“Eu tenho essa autoridade. Posso fazê-lo com uma ordem executiva”, sublinhou o Presidente.

No início deste mês, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, já sugerira que o Governo estava a pensar em restringir o acesso à TikTok em solo norte-americano, dada a possibilidade de Pequim estar a usar a rede social como um meio de monitorização e distribuição de propaganda.

A TikTok é uma rede social desenvolvida pela ByteDance, com sede em Pequim, na qual vídeos curtos são partilhados, com grande sucesso entre o público adolescente, mas, ao mesmo tempo, levanta grandes dúvidas quanto à segurança dos dados de utilizadores e vínculos com o Partido Comunista Chinês.

Para além da guerra comercial entre os dois países, a tensão entre os Estados Unidos e a China aumentou nos últimos meses, alimentada pela pandemia do novo coronavírus, levando mesmo ao fecho de embaixadas.

Ler mais
Recomendadas

França pede à UE que sancione os EUA por causa de disputa comercial que envolve Airbus

“Uma coisa deve ficar muito clara para todos. Se as sanções dos EUA forem mantidas e não chegarmos a um acordo global entre os Estados Unidos e a UE, o que queremos e solicitamos novamente à UE é que se deve preparar para responder com sanções também “, disse um governante francês.

Kamala Harris estreia-se em campanha: “Temos um presidente que se preocupa mais consigo do que com as pessoas”

Além das criticas a Donald Trump, Kamala Harris destacou que Joe Biden é “a única pessoa que serviu ao lado do primeiro presidente negro, e escolheu a primeira mulher negra como sua companheira”

Estados Unidos querem assinar acordo com a Eslovénia para excluir Huawei do desenvolvimento do 5G

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Eslovénia anunciou que o ministro Anze Logar vai assinar uma declaração conjunta com o secretário de Estado norte-americano “sobre a segurança da rede 5G”.
Comentários