Economia portuguesa cresce 1,8% no segundo trimestre

O PIB nacional aumentou 0,5% comparativamente ao primeiro trimestre e 1,8% em termos homólogos. O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB diminuiu, perante uma desaceleração das despesas de consumo final, bem como do investimento, segundo o INE.

José Sena Goulão/Lusa

A economia portuguesa cresceu 1,8% no segundo trimestre de 2019 e aumentou 0,5% comparativamente aos primeiros três meses deste ano, revelou esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo a estimativa rápida do INE para as últimas Contas Nacionais Trimestrais, o contributo da procura interna para a variação homóloga do Produto Interno Bruto (PIB) nacional diminuiu, perante uma desaceleração das despesas de consumo final, bem como do investimento.

“Em sentido contrário, o contributo da procura externa líquida foi menos negativo que o observado no trimestre anterior, em resultado da maior desaceleração das Importações de bens e serviços que a observada nas exportações de bens e serviços”, pode ler-se no relatório divulgado esta manhã pelo INE.

O organismo de estatística português clarifica que o contributo da procura interna para a variação em cadeia do PIB foi negativo, depois de ter sido positivo entre janeiro e março. “Por sua vez, o contributo da procura externa líquida foi positivo, depois de ter sido negativo no trimestre precedente”, aponta o mesmo documento.

O valor previsto hoje pelo INE vai ao encontro do que esperavam os especialistas do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG), que antecipavam que o PIB se mantivesse ao nível do registado no primeiro trimestre (1,8%).

“Os primeiros dados quantitativos relativos ao segundo trimestre sugerem um crescimento estável do consumo privado, um menor crescimento do investimento e um contributo negativo da procura externa líquida”, argumentaram esses analistasnuma nota divulgada no final de junho.

Na síntese de conjuntura de junho, o ISEG manteve a sua previsão para o crescimento da economia portuguesa para este ano (1,6% a 2%)

A previsão do Governo é de que o PIB cresça 1,9% este ano.

Notícia atualizada às 9h55

Ler mais

Recomendadas

Correia de Campos: “Não houve gestão estratégica para a administração pública em 20 anos”

.Numa altura em que está marcada uma greve nacional da função pública para dia 31 contra a proposta de aumentos salariais do Governo, de 0,3%, o presidente do CES defende que “as preocupações salariais são essenciais”, mas lamenta que elas tenham “dominado em excesso as preocupações da gestão da AP”.

Eurogrupo reúne esta segunda-feira com Orçamento português na agenda

O aprofundamento da União Económica e Monetária, a missão intercalar do FMI e a proposta de política económica para os países da moeda única este ano estão entre os outros pontos de agenda do encontro dos ministros das Finanças da zona euro.

Topo da agenda: o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

Christine Lagarde poderá anunciar o início formal da revisão estratégica do BCE depois da reunião de quinta-feira. A semana ser marcada pelo World Economic Forum em Davos e pela época de resultados em Wall Street.
Comentários