EDIA aumenta capital em 16,8 milhões de euros para pagar serviço da dívida

Esse aumento de capital da EDIA processou-se através da emissão de 3.355.088 de ações nominativas, no valor de cinco euros cada, a subscrever e a realizar pelo Estado, em numerário.

A EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva recebeu um novo aumento de capital do accionista Estado.

Segundo um comunicado enviado pela empresa responsável pelo projeto de regadio do Alqueva para a CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, no passado dia 3 de setembro “foi aprovado por deliberação social unânime por escrito aumentar o capital social da EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva, S.A., no montante de 16.775.440 euros (…).

Esse aumento de capital da EDIA processou-se através da emissão de 3.355.088 de ações nominativas, no valor de cinco euros cada, a subscrever e a realizar pelo Estado, em numerário (…)”.

Ainda de acordo com esse comunicado da empresa liderada por José Pedro Salema, este último aumento de capital servirá para “fazer face a serviço da dívida”, ou seja, para pagar juros da dívida contraída pela EDIA para financiar o forte investimento no projeto do Alqueva.

Recomendadas

Regadios: foram aprovados mais seis projetos no Norte e em Évora

Até 2023, deverá estar concluída a primeira parte do Plano Nacional de Regadios, com a criação de 100 mil novos hectares de regadio, a que corresponde um investimento público de 560 milhões de euros e a criação de mais de 10.500 novos postos de trabalho permanentes.

Santini lança gelados com sabor a vinhos portugueses

Foi feita uma edição limitada de dois sabores feitos com uvas de castas portuguesas, uma casta branca, a Arinto, e uma casta tinta, a Trincadeira.

Fim da marca Jumbo. Grupo Auchan vai ter marca única de distribuição em Portugal

Pedro Cid, CEO da empresa retalhista francesa, assegura que esta mudança estratégica não se relaciona com a entrada da Mercadona em Portugal.
Comentários