EDP emite 500 milhões de euros em dívida verde

A elétrica já emitiu 2.100 milhões de euros de green bonds em menos de um ano. Esta é a terceira emissão de obrigações verdes por parte da elétrica. Dívida destina-se a financiar projetos de energia eólica e solar.

Cristina Bernardo

A EDP está hoje no mercado a vender 500 milhões de euros em dívida verde. Esta é a terceira emissão de obrigações verdes por parte da elétrica.

A emissão com uma maturidade de sete anos está a ser noticiada pela agência Bloomberg esta terça-feira, 10 de setembro. O preço da emissão será fixado ainda hoje.

As obrigações verdes (green bonds) destinam-se a financiar projetos renováveis – eólicos e solares – da EDP Renováveis.

A primeira emissão de green bonds da EDP teve lugar em outubro de 2018, com a emissão de 600 milhões de euros a oito anos. A elétrica pagou então um juro de 1,959%.

A segunda emissão de dívida teve lugar em janeiro de 2019, com a EDP a emitir mil milhões de euros. Com uma maturidade a 60,25 anos, a EDP pagou uma taxa de juro de 4,875%, com a opção do reembolso da compra daqui a cinco anos, em 2024.

 

EDP emite 1.000 milhões de euros em dívida híbrida a 60 anos

 

  • Notícia em atualização
Ler mais
Recomendadas

Deutsche Bank multado em mais de 130 milhões de euros após Epstein usar contas do banco para silenciar vítimas

De acordo com o “The New York Times”, o Deutsche Bank não fez “muitas perguntas” a Epstein para o ter como cliente. Nem mesmo quando foi observada a retirada de 100 mil dólares (88,6 mil euros) das contas do falecido multimilionário para “gorjetas e despesas domésticas”.

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos e reduzir novas aeronaves a metade

Como parte do plano de reestruturação, a companhia aérea anunciou que os cortes nos postos de trabalho vão incluir também os cargos administrativos e de gestão.

Crise no mercado de retalho deve ser pior do que crise de 2009

Quando a recuperação económica chegar, a publicação estima que esta seja lenta, uma vez que a maioria dos mercados afetados pela crise de 2008/2009 demorou perto de um ano até que as vendas retomassem a níveis pré-crise.
Comentários