EDP Renováveis fecha contrato eólico no México

Trata-se de um CAE para venda da energia produzida por um projeto eólico de 100 Megawatts.

A EDP Renováveis anunciou esta segunda-feira que estabeleceu um contrato de aquisição de energia (CAE) no México para venda da energia produzida por um projeto eólico de 100 Megawatts (MW) por um período mínimo de 15 anos.

O projeto eólico deverá iniciar operações em 2021 e tem um fator esperado de utilização acima de 40%, segundo o comunicado enviado esta manhã à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Com este novo CAE, a subsidiária da EDP tem agora assegurado mais de 50% dos 7 Gigawatts (GW) de capacidade build-out global prevista para o período de 2019-2022.

“O sucesso da EDPR em assegurar novos CAEs reforça o seu perfil de baixo risco e a sua estratégia de crescimento baseada no desenvolvimento de projetos competitivos e inovadores com visibilidade de longo-prazo”, refere a EDP Renováveis, na informação divulgada à CMVM, antes da abertura do mercado.

Recomendadas

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos e reduzir novas aeronaves a metade

Como parte do plano de reestruturação, a companhia aérea anunciou que os cortes nos postos de trabalho vão incluir também os cargos administrativos e de gestão.

Crise no mercado de retalho deve ser pior do que crise de 2009

Quando a recuperação económica chegar, a publicação estima que esta seja lenta, uma vez que a maioria dos mercados afetados pela crise de 2008/2009 demorou perto de um ano até que as vendas retomassem a níveis pré-crise.

“Temos poucas pessoas e empresas com dinheiro e poucos grupos económicos fortes”, alerta APDC

Para combater essa falta de capacidade financeira, o presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações, Rogério Carapuça, apela ao reforço do sistema científico e tecnológico e ao investimento na qualificação dos recursos humanos.
Comentários