EDPR vende 80% de portefólio de 563 megawatts nos EUA e encaixa 700 milhões

Com esta transação, a EDP Renováveis já executou mais de 55% do objetivo de quatro mil milhões de rotação de ativos para o período entre 2019 e 2022 anunciado no ano passado.

A EDP Renováveis (EDPR) vendeu 80% de um portefólio eólico e solar nos Estados Unidos da América à empresa Connor, Clark & Lunn Infrastructure num negócio que ascendeu aos 700 milhões de dólares (563 milhões de euros), informou a energética portuguesa, em comunicado publicado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O portefólio tem uma capacidade instalada de 563 megawatts, ou 450 megawatts líquidos, sendo que compreende a existência de quatro parques eólicos já em operação e de um ativo solar ainda em fase de pré-operação, explicou a EDPR.  O parque em Meadow Lake, localizado no Indiana, está em operação desde 2017 e fornece 100 megawatts, sendo atualmente o que tem mais capacidade.

Segue-se Quilt Block, com 98 megawatts, localizado em Winconsin, Redbed Plains com 99 megawatss no Oklahoma e Hog Creed, com 66 megawatts, no Ohio. Estão todos em operação desde 2017. O início da operação solar só é esperada em 2021, mas sabe-se que se localiza no Indiana e irá ter uma capacidade instalada de 200 megawatts.

“O valor total da transação corresponde a um Enterprise Value (EV) de 676 milhões de dólares (pela participação de 80%), traduzindo-se num múltiplo de EV de 1,5 milhões de dólares por megawatt (o que equivale a um múltiplo de EV de 2,1 milhões de dólares por megawatt na data de início de operação dos projetos). A transação está sujeita a condições regulatórias e outras condições precedentes”, aponta a EDPR em comunicado.

Com esta transação, a EDP Renováveis já executou mais de 55% do objetivo de quatro mil milhões de rotação de ativos para o período entre 2019 e 2022, como tinha sido anunciado na Strategic Update a 12 de março do ano passado. A venda de participações maioritárias em projetos operacionais ou em desenvolvimento permite que a EDP Renováveis acelere a “a criação de valor, enquanto recicla capital para reinvestir em crescimento rentável”.

Recomendadas

Marques Mendes diz que CGD liderará sindicato bancário para financiar o Novo Banco

Luís Marques Mendes, revelou este domingo que a injeção do Fundo de Resolução no Novo Banco vai ser possível através do empréstimo de um sindicato bancário, que será liderado pela CGD. O comentador revelou que não houve qualquer conversa entre o BCP e o Governo para uma fusão com o Montepio. O JE confirmou que Miguel Maya não falou com João Leão sobre uma integração do Banco Montepio.

Premium“Construtoras nacionais apenas ficam com 20% das obras públicas”, diz bastonário da Ordem dos Engenheiros

O desinvestimento em pessoas e equipamentos ao longo dos últimos anos foi tão grande que apenas 20% das obras públicas lançadas ficam em empresas portuguesas, afirma Carlos Mineiro Aires.

Miguel Albuquerque diz que “a Madeira vai ultrapassar efeitos devastadores no turismo”

O presidente do Governo da Madeira mostrou-se este domingo convicto de que a região vai conseguir superar “mais este grande desafio” dos “efeitos devastadores” no setor do turismo provocado pela pandemia da covid-19.
Comentários