PremiumEduardo Catroga: “Estado não deve ser um hospital de empresas”

“Concordo que a TAP tinha que ter apoios financeiros de emergência como tiveram todas as companhias aéreas na Europa e fora da Europa nesta recessão. Não havia outra alternativa neste momento se não apoiar a TAP, mas pensando o futuro e não pensando no passado”, segundo Eduardo Catroga.

E se, para manter essas empresas, for necessário nacionalizá-las, como nos casos da TAP e da Efacec?
A melhor forma, mesmo quando existem objetivos estratégicos nacionais, é a via da contratualização. A TAP é uma empresa importante no contexto português. Também é o exemplo das interferências políticas negativas dos últimos 25 anos. (…) Importa agora fazer a reestruturação estratégica e operacional da TAP e minorar o impacto a nível dos contribuintes. A TAP é uma empresa importante no quadro da economia nacional das exportações, do turismo e da ligação às comunidades portuguesas em várias partes do mundo. Mas a definição do que se entende chamar serviços públicos relevantes pode ser assegurada por via de contratos-programa entre a empresa e o Estado, mas não misturando critérios de racionalidade económica e financeira com contrapartidas pela prestação contratual de serviços públicos, que devem ser financiados através do orçamento do Estado. A TAP, seja ela pública, privada ou de capitais mistos, poderá, por via contratual, satisfazer o leque de serviços públicos considerados essenciais para a economia e sociedade portuguesas.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

PremiumCatroga: “Espuma mediática ilude e disfarça” responsabilidades na venda do Novo Banco

Polémica sobre venda de ativos do Novo Banco serve para “iludir e disfarçar eventuais responsabilidades” do Governo, BdP e Comissão Europeia, diz Eduardo Catroga. Mas em 2017 talvez não existisse alternativa, admite.
Recomendadas

Havia 10,6 milhões de euros sob gestão nos fundos de investimento imobiliário em dezembro

A Interfundos (12,5%), a Square AM (11,3%) e a Caixa Gestão de Ativos (9,2%) detinham as quotas de mercado mais elevadas em dezembro.

EDP vai continuar a “analisar oportunidades” na energia solar e hidrogénio verde em Portugal

Miguel Stilwell de Andrade, o novo presidente executivo da maior empresa da bolsa de Lisboa, esteve hoje reunido com os jornalistas depois de ser nomeado para o cargo pelos acionistas. “Estamos sempre disponíveis para analisar oportunidades que possam existir de investir” na energia solar e hidrogénio verde em Portugal.

Governo diz que CGI “é soberano” na forma de escolher o novo conselho de administração da RTP

Conselho Geral Independente da RTP inicia em breve o processo de seleção do próximo conselho de administração da RTP, através de uma empresa especializada em recrutamento. BE entende que deveria ser por concurso internacional. Governo diz que cabe ao CGI decidir como fazer a seleção.
Comentários