PremiumEduardo Catroga: “Estado não deve ser um hospital de empresas”

“Concordo que a TAP tinha que ter apoios financeiros de emergência como tiveram todas as companhias aéreas na Europa e fora da Europa nesta recessão. Não havia outra alternativa neste momento se não apoiar a TAP, mas pensando o futuro e não pensando no passado”, segundo Eduardo Catroga.

E se, para manter essas empresas, for necessário nacionalizá-las, como nos casos da TAP e da Efacec?
A melhor forma, mesmo quando existem objetivos estratégicos nacionais, é a via da contratualização. A TAP é uma empresa importante no contexto português. Também é o exemplo das interferências políticas negativas dos últimos 25 anos. (…) Importa agora fazer a reestruturação estratégica e operacional da TAP e minorar o impacto a nível dos contribuintes. A TAP é uma empresa importante no quadro da economia nacional das exportações, do turismo e da ligação às comunidades portuguesas em várias partes do mundo. Mas a definição do que se entende chamar serviços públicos relevantes pode ser assegurada por via de contratos-programa entre a empresa e o Estado, mas não misturando critérios de racionalidade económica e financeira com contrapartidas pela prestação contratual de serviços públicos, que devem ser financiados através do orçamento do Estado. A TAP, seja ela pública, privada ou de capitais mistos, poderá, por via contratual, satisfazer o leque de serviços públicos considerados essenciais para a economia e sociedade portuguesas.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

PremiumCatroga: “Espuma mediática ilude e disfarça” responsabilidades na venda do Novo Banco

Polémica sobre venda de ativos do Novo Banco serve para “iludir e disfarçar eventuais responsabilidades” do Governo, BdP e Comissão Europeia, diz Eduardo Catroga. Mas em 2017 talvez não existisse alternativa, admite.
Recomendadas

Linha de apoio a micro e pequenas empresas disponível a partir desta quarta-feira

Para se poderem candidatar, as empresas terão de apresentar uma quebra abrupta e acentuada de pelo menos 40% da sua faturação, e não poderão ter beneficiado das anteriores linhas de crédito com garantia mútua. A SPGM avisa que as empresas em dificuldades não podem ter sede em países ou regiões com regime fiscal mais favorável (‘offshore’)”.

Farmacêutica Pfizer inicia ensaio clínico com quase 30 mil participantes

A farmacêutica norte-americana Pfizer e a biotecnológica alemã BioNTech iniciaram um ensaio clínico de uma potencial vacina para a Covid-19 envolvendo cerca de 30 mil participantes, foi anunciado esta quarta-feira.

Facebook lança versão do Tik Tok através do Instagram

O Reels é a aplicação que a empresa de Mark Zuckerberg criou para fazer frente ao rival Tik Tok. O lançamento acontece dias depois sa Microsoft anunciar as negociações para adquirir as operações nos EUA da aplicação de video da ByteDance na China.
Comentários