Eleições EUA: Democratas podem vencer no Texas pela primeira vez desde 1976

O Texas está entre os Estados alvo de uma campanha publicitária de 280 milhões de dólares (238 milhões de euros) de Joe Biden, divulgada na semana passada.

As sondagens demonstram que os texanos estão cada vez mais frustrados com a resposta do presidente Donald Trump à pandemia, algo que está a fazer com que os democratas fiquem cada vez mais próximos de realizar o sonho de décadas: vencer no Estado do Texas, segundo avança a agência “Reuters” esta segunda-feira, 10 de agosto.

Nas últimas semanas, a campanha de Joe Biden lançou anúncios na televisão voltados especificamente para os texanos. Esta é a primeira vez que um candidato presidencial democrata tenta conquistar o Texas pela primeira vez desde 1976. O Texas está entre os Estados alvo de uma campanha publicitária de 280 milhões de dólares (238 milhões de euros) de Joe Biden, divulgada na semana passada. Os restantes Estados incluídos na campanha publicitária são a Geórgia, Iowa e Ohio.

Com as sondagens a colocar Joe Biden na liderança nacional em relação a Donald Trump e o empate de ambos no Texas, os democratas podem finalmente ter esperança em conquistar a Casa Branca. “Por causa da pandemia, o campo de batalha cresceu”, apontou o deputado que representa o partido democrata no Texas, Filemon Vela.

Já a porta-voz da campanha de Trump, Samantha Cotten, referiu que os democratas estão a “delirar” por pensar que podem ganhar o Texas. “Saudamos a campanha de Biden por colocar fogo ao seu dinheiro ao investir no Estado da Estrela Solitária”, explicou Samantha Cotten em comunicado.

Há 4 anos, Donald Trump obteve nove pontos percentuais e alguns analistas esperam que o presidente americano recupere a sua posição à medida que as eleições se aproximam. Por outro lado, se Joe Biden vencer no Texas, é praticamente certo de que já terá arrecadado votos suficientes em outros estados para conquistar a presidência.

As apostas no Texas são enormes: os seus 38 votos no Colégio Eleitoral, que determina o vencedor presidencial, perdem apenas para a Califórnia na procura por uma maioria de 270 votos. Os democratas precisam conquistar nove cadeiras na assembleia estadual do Texas para assumir o controlo em 2021.

Ler mais
Relacionadas

Dos “sonhadores” ao muro polémico: as diferentes perspetivas de Trump e Biden sobre a imigração

Das restrições aos emigrantes devido ao coronavírus, ao muro na fronteira com o México, são claras as diferentes perspetivas dos dois candidatos à Casa Branca

Última oportunidade para Trump? Como os conselheiros do presidente preparam os debates com Biden

“Joe Biden é, na verdade, muito bom nos debates. Não tem tantas gafes como nas suas entrevistas diárias”, apontou Jason Miller, um dos conselheiros da campanha de Donald Trump.

Donald Trump diz que Joe Biden “é contra Deus e contra as armas”

Numa viagem ao estado do Ohio o presidente norte-americano voltou a prometer a recuperação económica do país após a pandemia, trazendo de volta “milhões” de empregos no setor industrial.
Recomendadas

Biden e Trump defrontam-se pela primeira vez. Pandemia, tensão racial e impostos do presidente são os temas quentes

Com o aproximar das eleições presidenciais norte-americana, o primeiro debate realiza-se no meio de uma grande tensão política e social nos EUA, dada a pandemia e os protestos raciais que se seguiram à morte de George Floyd.

Bolsonaro diz que subsídios para os mais pobres na luta contra a pandemia não são eternos

De acordo com a imprensa brasileira, Bolsonaro justifica o aumento da despesa pública com a atribuição de subsídios aos mais carenciados, para mitigar efeitos da pandemia da Covid-19. Contudo, o presidente do Brasil diz que apoios não são para sempre.

Kuwait chora desaparecimento do emir Al-Sabah

O reinado do ‘pai dos árabes’, como era conhecido, começou em 2006 e foi marcado por um autoritarismo crescente. Externamente, era considerado um dos defensores da hegemonia árabe.
Comentários