Em 2040, a obesidade vai representar 20% dos gastos com cuidados de saúde a nível mundial

Tendo como pano de fundo o 22º Congresso Português de Obesidade, organizado pela Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade (SPEO), o Saúde Online falou com o Prof. Phil McEwan que participou numa sessão dedicada ao “impacto económico da Obesidade”, debruçando-se sobre o peso desta doença nas contas de um sistema de saúde

A prevalência de obesidade tem vindo a aumentar não só em Portugal, mas no mundo inteiro, representando um enorme fardo na saúde, pelas várias patologias associadas, como as doenças cardiovasculares, diabetes, doenças respiratórias e cancro, e na economia, sobretudo se considerarmos a diminuição da produtividade. Phil McEwan, professor e diretor técnico do Center for Health Economics, da Swansea University e diretor administrativo da HEOR Ltd, consultora que atua nas áreas do HIV, oncologia, diabetes e doenças infeciosas, começou a sua apresentação neste congresso por referir que, em 2040, o custo global com os cuidados de saúde irá aumentar entre cerca de 7 a 18 triliões de dólares, sendo 20% destinado ao tratamento da obesidade e das comorbilidades a ela associadas.

Ler artigo completo aqui

Recomendadas

De Lisboa a Díli, a Pedipedia quer espalhar conhecimento sobre a saúde das crianças

Objetivo é levar conhecimento sobre saúde infantil às periferias, onde os cuidados de saúde e a formação clínica escasseiam. Projeto, que já tem publicados 500 artigos (com outros 500 em preparação), é apresentado amanhã, às 17h30, na Universidade Católica.

Interior não tem o mesmo acesso à saúde que o litoral, alerta Ordem dos Médicos

O presidente da Seção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, criticou esta segunda-feira que as pessoas do interior não tenham o mesmo acesso à saúde do que os utentes do litoral.

Infarmed manda retirar do mercado medicamentos para hipertensão

A Autoridade Nacional do Medicamento determinou a retirada do mercado de vários lotes de medicamentos contendo a substância ativa valsartan, usada no tratamento da tensão arterial elevada, produzidos pelos fabricantes AIM Teva e Mylan.
Comentários