Em Portugal apenas 0,8% do PIB são para Cultura, Entretenimento e Religião, diz Eurostat

Os últimos dados do Eurostat revelam que Portugal investe 0,8% do PIB em Cultura, Entretenimento e Religião, um valor ligeiramente abaixo da média europeia, que se situa nos 1%.

Em 2015, os 28 Estados-membros da União Europeia (UE) investiram perto de 153 mil milhões de euros em Cultura, Entretenimento e Religião, de acordo com os mais recentes dados do Eurostat. Este valor equivale a 1% do PIB da UE, mas é bastante menos do que foi gasto em outras funções do Estado, como a Proteção Social (19,2% do PIB europeu), Saúde (7,2%) ou mesmo Defesa (1,4%).

Em Portugal, que fica aquém da média europeia, os montantes despendidos, em 2015, pelo Estado em Cultura, Entretenimento e Religião equivalem a 0,8% do PIB. Este valor é o dobro do que é investido na proteção ambiental (0,4%) e fica muito aquém do que é aplicado na Proteção Social (1,3%). Dos dados disponibilizados pelo Eurostat é possível concluir ainda que os Serviços Públicos consomem 8,1% do PIB, enquanto a Saúde recebe 6,2% e a Educação 6%. Nos Assuntos Económicos são investidos 5,1% dos PIB, ao passo que a Segurança e Ordem Pública recebe apenas 2,1% do PIB, mais um ponto percentual que a Defesa.

No espaço europeu, quem mais gasta neste particular é a Hungria, com 2,1%, seguida da Estónia, com 2%. No outro lado do espetro está a Irlanda, com 0,6%, e o trio Grécia, Itália e Reino Unido, todos com 0,7% do PIB investido neste particular.

Se os montantes envolvidos forem vistos à luz do número de habitantes do país, o resultado difere, com o Luxemburgo a gastar 1.068 euros por cada habitante com Cultura, Entretenimento e Religião e a Dinamarca a despender 843 euros. Neste particular, o gasto de Portugal neste particular é de 130 euros por cada habitante, menos de metade da média europeia, que se situou em 299 euros por habitante.

Relacionadas

47% dos portugueses sem dinheiro para férias fora de casa, diz Eurostat

Os mais recentes dados do Eurostat apontam para que cerca de um terço dos europeus não tenha dinheiro para fazer uma semana de férias fora de casa. Em Portugal, a percentagem é maior, 47,2%, mas ainda longe da mais alta do espaço europeu, a da Roménia, com 66,6%.

Portugal tem a terceira maior dívida pública da Europa

Rácio de dívida face ao PIB atingiu 130,5% no primeiro trimestre do ano, indica o Eurostat.

Preços das casas sobem em Portugal acima da média da União Europeia

Nos três primeiros meses do ano, o preço das casas subiu 7,9% face a período homólogo de 2016, quase o dobro da média registada pelo Eurostat na União Europeia: 4,5%.
Recomendadas

China chama embaixador dos EUA após sanções impostas contra o Exército

Em causa estão a sanções impostas pelo Governo norte-americano ao Equipment Development Department (EDD), responsável pelas armas e equipamentos do exército chinês, e ao seu diretor, Li Shangfu, por ter comprado armamento à empresa Rosoboronexport, exportadora russa de armamento, que já havia sido sancionada por Washington.

Marcas ocidentais perdem terreno nas preferências dos consumidores chineses

Enquanto a Apple, IKEA, Nike ou BMW perdem popularidade, marcas chinesas como a Alipay, Huawei ou Taobao sobem no índice de preferência dos consumidores.

Preços da eletricidade e gás em Espanha e Portugal são dos mais caros da União Europeia

No segundo semestre de 2017, a Espanha foi o sexto país da União Europeia com eletricidade mais cara (Portugal foi o quinto), segundo dados compilados pelo Eurostat. No topo desta tabela destacam-se a Alemanha, a Dinamarca e a Bélgica.
Comentários