Emigração. 25 mil crianças portuguesas voaram sozinhas para verem os seus pais em 2019

Este sistema é cada vez mais frequente para os filhos poderem reencontrar-se com os pais que vivem no estrangeiro. No ano passado, cerca de 22 mil crianças partiram de Lisboa e perto de três mil do Porto.

Kelly Sikkema on Unsplash

As oportunidades no estrangeiro obrigam muitos portugueses a emigrarem. Com a família a ficar em Portugal, uma das formas dos filhos verem os seus pais é voando sozinhos para outros países.

O ‘Jornal de Notícias’ avança esta sexta-feira, 18 de janeiro, que em 2019 cerca de 25 mil crianças voaram a partir de Lisboa e do Porto sem acompanhantes, tendo como destino várias partes do mundo.

Um dos exemplos dados pelo JN é o das irmãs Francisca e Inês Pontes, de 15 e 11 anos, respetivamente. Viajaram sozinhas pela segunda vez com destino a Estocolmo para passar os dias de férias com o pai, onde este está a trabalhar. Por sua vez, Ariana de 10 anos viajou sozinha para o Funchal para passar a passagem de ano com os pais e os primos.

Os aeroportos contam com um serviço especializado para estes casos, a Groundcare, que acompanha pessoas entre os quatro e os 17 anos que viajam sozinhas, desde o check-in até à porta de embarque e ao avião. No local de destino, o acompanhamento é realizado a partir do avião até serem entregues ao responsável legal.

Recomendadas

França e Alemanha investem 150 milhões de euros no desenvolvimento de um novo avião de combate

Este avião vai ter um custo total de quatro mil milhões de euros e só ficará pronto em 2040. Alemanha e França entram com o primeiro investimento e Espanha junta-se no final deste ano.

Sindicato denuncia “agravada exploração” de trabalhadores no Complexo de Sines

“A precariedade está inerente ao trabalho à hora e esta questão é muito complicada e importa terminar porque reporta-nos para vínculos de trabalho quase da pré-revolução industrial, um grave problema que temos neste complexo industrial e temos de acabar com ele”, avançou hoje à agência Lusa o coordenador local do SITE Sul, Hélder Guerreiro.

PSP identificou sete pessoas no caso do vídeo de jovem obrigado a inalar fumo de escape

Depois do vídeo partilhado nas redes sociais em que se vê um jovem negro ser obrigado a inalar fumo de escape de uma viatura, a PSP rapidamente conseguiu identificar os intervenientes e apurou que se tratou de uma aposta feita num contexto de um grupo de amigos. O caso foi remetido para o ministério público.
Comentários