EmotiAI conquista primeiro lugar na primeira edição do programa de pré-aceleração Startup Launch Program

A EmotiAI desenvolve uma solução de reconhecimento e análise de sinais fisiológicos para a indústria do e-Gaming. A startup consegue 2.500 euros de prémio financeiro e serviços de apoio ao desenvolvimento da primeira versão do seu produto.

A EmotiAI sagrou-se vencedora desta primeira edição do Startup Launch Program, um programa desenhado para ajudar a compreender melhor o problema que as equipas estão a resolver e validar e definir o seu modelo de negócio.

Ao pódio, juntam-se a PetLook e a Sea Sensors, para os 2º e 3º lugares respetivamente, as quais terão também serviços de apoio ao desenvolvimento dos seus produtos. A PetLook é uma plataforma digital para gestão de hotéis veterinários e interação entre animais de estimação e donos. Já a Sea Sensors desenvolve sensores de medição de variáveis marítimas, aplicáveis em aquacultura.

Ao todo, entraram neste programa vinte e quatro projetos sem modelo de negócio definido e ainda sem clientes, doze dos quais foram selecionados para continuarem o desenvolvimento das suas ideias. Ao longo de um mês, estes projetos das áreas da economia digital, tecnologias médicas ou nanotecnologias, passaram por um Bootcamp de seleção e sessões de trabalho, culminando ontem num evento de apresentação final dos projetos.

O Startup Launch Program é uma iniciativa promovida pela Startup Braga/InvestBraga, no âmbito do projeto UP Cávado Empreendedorismo, cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

 

Ler mais
Recomendadas

PremiumVolup: Novo serviço leva refeições ‘premium’ a casa

A Volup é uma nova empresa de delivery que identificou uma oportunidade de mercado no nicho de restaurantes premium da cidade de Lisboa numa fase de plena pandemia de Covid-19 que muito tem causticado o sector.

Too Good To Go já ‘salvou’ mais de 350 mil refeições do desperdício em Portugal

Este número de refeições reaproveitadas equivale a quase 900 toneladas de CO2 (dióxido de carbono) que não foram libertados para a atmosfera, caso essas refeições fossem desperdiçadas.

Bruxelas atrai 300 milhões de euros de investimento para impulsionar inovação no setor espacial

O fundo é um dos primeiros fundos de transferência de tecnologia apenas centrado nas tecnologias espaciais na Europa e o primeiro em Itália.
Comentários