Empreendedores têm um dia para se inscreverem no fundo de um milhão da escocesa Chivas Regal

Desde 2014, no total das três edições do concurso Chivas Venture, candidataram-se 150 empresas portuguesas de impacto social ao apoio da marca de whiskey. Gonçalo Pereira, ‘group brand manager’, explicou ao Jornal Económico que não se trata de um “concurso” mas de um “apelo à ação”.

Pela quarta vez consecutiva, a marca escocesa de whisky Chivas Regal vai premiar os empresários que melhor utilizem os seus negócios para colmatar problemas sociais e ambientais no mundo. A competição internacional Chivas Venture, composta por um fundo de um milhão de dólares (cerca de 878 mil euros), destina-se a empreendedores sociais que combinem o lucro com a criação de impacto positivo no mundo. A boa notícia é que se tiver uma startup cujo produto/serviço se enquadre nesta atividade ainda se pode candidatar. A má: o prazo para o envio das candidaturas terminam já esta quarta-feira, dia 31 de outubro.

“Acho que é importante desmistificar que o Chivas Venture não é um concurso mas sim, um apelo à ação. Acreditamos que todos podemos fazer a nossa parte para construir um mundo melhor. Pretendemos ser impulsionadores de um impacto positivo no mundo, apostando não só no investimento financeiro em empresas inovadoras, mas também no talento dos empresários através de formação, com especialistas mundiais”, disse ao Jornal Económico Gonçalo Pereira, group brand manager do Chivas Venture.

Desde 2014 candidataram-se a esta competição 6.000 empresas, incluindo 150 portuguesas – tendo a Color ADD (2016), a Sun Concept (2017) e a Academia de Código (2018) sido as startups made in Portugal presentes nas finais e, consequentemente, distinguidas. A edição 2018-2019 conta com Tim Vieira (Brave Generation), a jornalista Fernanda Freitas, Diana Nunes (Academia de Código) e Frederico Fezas Vital (Junior Achievement Portugal) como jurados locais para Portugal.

Quem chegar à final global terá ainda oportunidade de participar num programa de aceleração no Reino Unido, elaborado em parceria com a The Conduit, composto por formação em apresentações públicas, por exemplo. No total, mais de meia centena de startups já recebeu apoio da Chivas Regal, no conjunto das duas etapas: a nível local (online) e internacional (júri).

Gonçalo Pereira acredita que o facto de o financiamento estar dividido em duas etapas torna a abrangência do prémio ainda maior. “Numa primeira fase, os projetos dos vencedores, de cada país, são colocados online e todas pessoas do mundo podem votar na sua startup favorita. Assim, todas as startups acabam por ganhar uma parte do financiamento de 250 mil dólares alocado a esta fase. Posteriormente, na final internacional, as três primeiras classificadas são distinguidas”, explica, em declarações ao semanário.

O porta-voz português lembra que esta missão está assente em dois pilares Chivas: “generosidade e partilha”, ideais que remontam para o século XIX e para os irmãos fundadores da marca, James e John Chivas, cujo trabalho começou com uma pequena loja na cidade de Aberdeen, no nordeste da Escócia. À medida que o seu negócio começou a crescer decidiram contribuir para a Igreja e para o ensino da comunidade local.

Quem pode participar?

  • Empreendedores com, pelo menos, 25 anos de idade (até 31 de outubro de 2018) que falem fluentemente Inglês
  • Ter uma empresa registada num dos seguintes países: Argentina, Uruguai, Bélgica, Brasil, Bulgária, Chile, Grécia, Israel, Itália, Japão, México, Holanda, Polónia, Portugal, Reino Unido, Roménia, Eslováquia, África do Sul, Estados Unidos da América e Vietname.

Calendário Chivas Venture

  • Dezembro – Anúncio dos cinco finalistas locais que irão competir no concurso internacional
  • Janeiro – Final local do Chivas Venture, na qual será revelada a startup que irá representar o Portugal na final internacional (país/cidade europeu/europeia ainda a revelar)
  • Março – Startups vencedoras de cada país viajam para o Reino Unido para participar num programa de aceleração
  • Abril – Finalistas são submetidos a uma votação online, na qual o público decide quais as startups que irão receber uma fatia inicial de 200 mil dólares do fundo de um milhão de dólares
  • Maio – Final Internacional do Chivas Venture, na qual um júri internacional elege a startup vencedora de 2019

 

Ler mais
Recomendadas

Alphabet com lucros de 11,25 mil milhões de dólares num terceiro trimestre em que receitas voltaram a crescer

Vindos do primeiro trimestre com uma diminuição de receitas na história da companhia, a empresa-mãe da Google volta agora em força, em parte empurrada pelas verbas associadas à publicidade.

Facebook aumenta lucro no terceiro trimestre impulsionado pela publicidade

A rede social também revela que conseguiu diminuir para metade as despesas relacionadas com “geral e administração”, em grande parte devido ao encerramento de escritórios um pouco por todo o mundo, acompanhando a tendência do teletrabalho.

Amazon com lucros 6,3 mil milhões de dólares, acima das previsões dos analistas

A empresa do homem mais rico do mundo conseguiu lucros e receitas acima das projeções dos analistas, sendo que, para o último trimestre do ano, a empresa antecipa resultados ainda mais fortes, naquela que é uma das maiores ganhadoras na pandemia.
Comentários