Emprego no Norte com o maior crescimento registado em 18 anos

Com mais 14 mil empregos, a Região do Norte registou, neste primeiro trimestre de 2017, uma maior aceleração do crescimento do emprego, acontecimento inédito há quase duas décadas.

O primeiro trimestre deste ano na Região do Norte foi assinalado pela maior aceleração do crescimento do emprego desde há 18 anos, com mais 14 mil empregos. Já a taxa de desemprego voltou a diminuir este trimestre, para 10,9%, conforme revela o relatório NORTE Conjuntura, hoje divulgado.

“A população empregada da Região Norte observou, no primeiro trimestre, o mais acentuado crescimento de que há registo (ou seja, desde há pelo menos 18 anos), aumentando 4,2% em termos homólogos, impulsionada sobretudo pelos serviços”, lê-se no relatório trimestral, realizado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

O documento destaca também as exportações de bens por empresas da Região do Norte, registando uma forte aceleração, cuja variação homóloga passou de 3,9% no trimestre anterior para 24,5% no 1º trimestre de 2017 devido “ao efeito de calendário associado ao facto de em 2016 a Páscoa ter ocorrido em março e em 2017 em abril”.

No mesmo efeito de calendário é referido um abrandamento do crescimento da atividade na hotelaria, mas a taxa de ocupação-cama expurgada da sazonalidade e do efeito Páscoa móvel alcançou neste primeiro trimestre um novo máximo na Região do Norte.

Foi também observada, no crédito ao consumo e a importação de bens de consumo (13,5%), uma aceleração de crescimento no primeiro trimestre deste ano. Já os levantamentos e compras com cartão aumentaram a um ritmo menos acentuado (1,9%).

“A importação de bens de capital (excluíndo material de transporte) por parte de empresas da Região do Norte registou uma aceleração de crescimento no 1º trimestre de 2017, o que deverá traduzir uma tendência positiva do investimento empresarial. Também o licenciamento de obras assistiu a um reforço do seu ritmo de crescimento”, indica o documento.

Por fim, o relatório trimestral adianta que o aumento da taxa de inflação na Região Norte foi provocado principalmente pela evolução dos preços da energia, neste primeiro trimestre, enquanto que os créditos às empresas e à habitação continuaram a diminuir.

Ler mais

Recomendadas

ISEG estima que economia portuguesa cresça até 4,5% em 2021

Os economistas desta facultade de economia anteveem, numa primeira análise, que o crescimento homólogo do PIB português no segundo trimestre se deverá situar entre os 10% a 15%.

Falta de mão de obra limitou crescimento do emprego nos Estados Unidos em abril

As empresas do sector não agrícola contrataram só 266 mil empregados, depois dos 770 mil verificados no mês de março. A taxa de desemprego subiu para os 6,1% em abril, mais 0,1 pontos percentuais do que o registado no mês anterior.

Governo garante que vai recorrer para tribunal para manter migrantes no Zmar (com áudio)

O ministro da Administração Interna disse hoje que o Governo não foi ainda notificado de nenhuma decisão do tribunal. Se for, os advogados governamentais já têm ordens para contestar a providência cautelar e manter os trabalhadores migrantes no complexo que tem uma licença de parque de campismo.
Comentários