Empresas vão poder pagar IVA e Segurança Social até seis prestações sem juros. Rendas da restauração e comércio vão ser apoiadas

Na próxima semana, vão também ser anunciadas medidas de apoio às rendas comerciais para garantir um apoio suplementar a todos os setores, particularmente da restauração e do comércio que estão a ser “fortemente atingidos por esta crise”, disse o primeiro-ministro. A possibilidade de pagamento em prestações refere-se ao IVA de novembro, e às contribuições para a Segurança Social referentes a novembro e dezembro.

António Costa | Twitter

As empresas vão poder pagar o IVA trimestral de novembro em três ou seis prestações sem juros, anunciou hoje o Governo.

Já as contribuições para a Segurança Social referentes aos meses de novembro e dezembro também vão poder ser pagos em três ou seis prestações sem juros.

Também o IVA trimestral pode ser pago até ao dia 30 de novembro, afirmou o primeiro-ministro este sábado, adiando o prazo em cinco dias face à data anterior de 25 de novembro.

No briefing após o conselho de ministros deste sábado, António Costa também apontou para a possibilidade das empresas afetadas pelas restrições terem acesso ao Apoio à Retoma Progressiva.

António Costa também anunciou que vão ser mantidas as medidas de apoio à restauração já previstas devido às novas restrições.

Na próxima semana, vão também ser anunciadas medidas de apoio às rendas comerciais para garantir um apoio suplementar a todos os setores, particularmente da restauração e do comércio que estão a ser “fortemente atingidos por esta crise”.

O ministro também sinalizou o programa Apoiar.pt, já aprovado, para apoiar as empresas no valor de 1.550 milhões, 750 milhões de euros a fundo perdido, mais 160 milhões de euros a fundo perdido por conversão das linhas de crédito.

 

Ler mais

Relacionadas

30 de novembro e 7 de dezembro: escolas fechadas, função pública não trabalha e Governo pede a empresas para dispensarem trabalhadores

O primeiro-ministro também anunciou hoje que o país vai passar a estar divido em quatro escalas consoante o nível de novos casos que apresentar.

Máscara passa a ser obrigatória no local de trabalho

António Costa anunciou hoje quais as medidas que vão vigorar entre 24 de novembro e 8 de dezembro durante a renovação do Estado de Emergência.

Governo vai proibir circulação entre concelhos nos feriados de 1 e 8 de dezembro

O primeiro-ministro anunciou hoje quais as medidas que vão vigorar entre 24 de novembro e 8 de dezembro durante o Estado de Emergência.
Recomendadas

Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

A proposta foi aprovada na generalidade, a 28 de outubro, com os votos favoráveis do PS e as abstenções do PCP, PAN, PEV e das deputadas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues.

OE2021: Aprovada proposta para pagamento em prestações de IVA e IRC até 15 mil euros

A medida aplica-se apenas a tributos cujo valor no momento do requerimento e a pagar em prestações seja inferior a 15.000 euros.

Aprovada proposta que remete concurso do ‘IVAucher’ para fiscalização à posteriori do TdC

Em causa está um mecanismo, apelidado de ‘IVAucher’, que permite ao consumidor final acumular o valor correspondente à totalidade do IVA suportado em consumos nos setores do alojamento, cultura e restauração, durante um período (12 semanas) e utilizar esse valor, durante as 12 semanas seguintes, em consumos nesses mesmos setores.
Comentários