PremiumEndividamento das famílias com o valor mais alto em cinco anos

O endividamento dos particulares atingiu em janeiro máximos de 2016, aumentando 2,15 mil milhões de euros face ao mês homólogo do ano passado. Mais de 90% do financiamento foi feito junto de sociedades financeiras.

O endividamento das famílias aumentou para 141,4 mil milhões de euros no arranque do ano, o valor mais elevado desde janeiro de 2016. Os dados do Banco de Portugal (BdP) , publicados esta quinta-feira, revelam que em janeiro, quando o endividamento da economia – que agrega o Estado, empresas não financeiras e famílias – caiu para 743,7 mil milhões de euros, o endividamento dos particulares junto de sociedades financeiras atingiu 128 mil milhões de euros.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Pedidos de ajuda à Deco sobre fatura de energia subiram 61% no primeiro trimestre

Os dados mostram que a energia esteve na origem de 2.079 pedidos de ajuda de consumidores junto da Deco durante o primeiro trimestre do ano passado, 883 dos quais devido às faturas. Este ano, entre janeiro e março, estes contactos aumentaram para 3.128, sendo que quase metade (1.418) estavam relacionados com faturação.
João Leão Discussão Oe 2021

Governo entrega hoje o Programa de Estabilidade com corte nas projeções do PIB e mais défice

O Executivo irá entregar ao Parlamento o documento que será discutido em plenário a 29 de abril e do qual constam as projeções para a economia portuguesa até 2025. Défice orçamental deverá fixar-se entre os 4,5% e 5% do PIB e a projeção de crescimento de 5,4% será revista em baixa em mais de um ponto percentual, sinalizou recentemente João Leão.

Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

O prazo para apresentação do Programa de Estabilidade vai até 15 de abril. No parlamento, há audição de Pedro Machado, ex-diretor adjunto do departamento de supervisão macroprudencial do Banco de Portugal.
Comentários