ENEM é via verde para estudar em Portugal

A maior parte das instituições do ensino superior aceita o Exame Nacional do Ensino Médio brasileiro.

O ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio é o passaporte para os jovens brasileiros que queiram estudar em Portugal, um país europeu com quem o Brasil partilha a língua e laços históricos.

A maior parte das instituições de ensino superior portuguesas substitui as provas de ingresso pelos resultados obtidos neste exame anual, com a duração de dois dias. É composto por 180 perguntas objetivas que cobrem quatro grandes áreas do conhecimento e pela redação de um texto, sendo considerado o segundo maior do mundo de acesso ao ensino superior, depois do “Gaokao” chinês.

Em Portugal, o convénio interinstitucional com o INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – já foi assinado por 37 universidades, politécnicos e outros institutos superiores, públicos e privados, o que significa que as instituições terão um acesso mais imediato ao desempenho dos candidatos.

Na folha dos requisitos que o jovem brasileiro tem de cumprir figura também o visto de estudante, que não lhe dá, no entanto, a autorização para realizar trabalho remunerado.

Fora os candidatos brasileiros e os nacionais dos Estados-membro da União Europeia, as instituições de ensino superior portuguesas recebem estudantes internacionais para frequência integral de licenciatura/graduação e mestrado integrado ao abrigo do Estatuto do Estudante Internacional, criado pelo Decreto-Lei nº 36, de 10 de março de 2014.

Recomendadas

Danos reputacionais podem ser resolvidos pelo CIMPAS desde 1 de junho

Resolver litígios nos seguros em três meses é o objetivo do CIMPAS, o centro de arbitragem de seguros. Rute Santos, a diretora geral do organismo afirma que 70% dos conflitos ficam resolvidos. Os danos reputacionais podem ser alvo de reclamação no CIMPAS.

Volume de colocação de escritórios vai cair 10% este ano

Apenas Roma e Bruxelas superaram Lisboa no volume de absorção de escritórios ao longo do primeiro semestre do ano, diz a Worx. No entanto, a perspetiva da Savills aponta para uma quebra de 10% na colocação de escritórios em 2019 face a 2018.

Negócio da nuvem cresce até 50% nas empresas de software

Empresários e gestores ligados às Tecnologias de Informação afirmam que já não há impedimentos à migração para ‘cloud’, tanto orçamentais, como de segurança.
Comentários