Energia acelera crescimento dos preços na produção industrial

O ritmo de crescimento homólogo do Índice de Preços na Produção Industrial acelerou 0,4 pontos percentuais em julho, face a Junho, para 4,4%, mostram os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística.

Cristina Bernardo

O ritmo de crescimento homólogo do Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) acelerou 0,4 pontos percentuais em julho, face a Junho, para 4,4%, influenciado pelos preços da energia, mostram os dados divulgados pelo INE esta segunda-feira, 20 de agosto.

A aceleração do índice do agrupamento de “Energia” foi de 2,1 pontos percentuais, para 14,5%, “apresentando o maior contributo (2,9 pontos percentuais) para a variação do total”, refere o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Sem contar com o agrupamento de “Energia”, a evolução do índice acelerou 0,1 pontos percentuais, para 1,9%.

A secção das “Indústrias Transformadoras” registou uma variação homóloga de 4,3%, o que representa uma aceleração de 0,4 décimas face a junho. O contributo para a variação do índice total foi ed 3,8 pontos percentuais.

Relacionadas

Preços na produção industrial aumentaram 4,0% em junho

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) revelados esta quarta-feira mostram que os preços na produção industrial registaram uma subida de 0,8 pontos percentuais face a maio.

Energia duplica ritmo de crescimento dos preços na indústria

A taxa de variação homóloga do Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) foi 1,6 pontos percentuais superior à verificada no mês anterior, fazendo com que aquele indicador subisse para o valor mais alto verificado desde agosto de 2014.

Preços na Produção Industrial aumentam 1,2% em abril

Segundo INE, o Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) apresentou uma taxa de variação homóloga de 1,2% (1,0% em março).
Recomendadas

Falta de liquidez é o principal fator que leva cotadas a abandonar a bolsa portuguesa, diz a OCDE

A OCDE sublinha que, nas últimas duas décadas, o número de empresas cotadas na bolsa de valores portuguesa diminuiu em dois terços, de 148 para 55, resultado de uma queda no número de novas listagens e um grande número de empresas que deixaram o mercado de ações através de cancelamentos de registo.

Bruxelas diz que exclusão de viajantes europeus na União Europeia é inaceitável

“Se isto estiver a acontecer, teremos de analisar o que poderá ser feito. São claras situações discriminatórias que, por princípio, não são aceitáveis”, declarou em entrevista à agência Lusa, em Bruxelas, o comissário europeu dos Direitos Sociais, Nicolas Schmit.

Comissão Europeia “otimista” sobre rápida retoma económica em Portugal

A Comissão Europeia diz estar “razoavelmente otimista” sobre uma “rápida recuperação” económica de Portugal após a crise gerada pela covid-19 e considera que a forma como o país “controlou” a pandemia beneficiará a retoma do turismo este verão.
Comentários