Energia acelera crescimento dos preços na produção industrial

O ritmo de crescimento homólogo do Índice de Preços na Produção Industrial acelerou 0,4 pontos percentuais em julho, face a Junho, para 4,4%, mostram os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística.

Cristina Bernardo

O ritmo de crescimento homólogo do Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) acelerou 0,4 pontos percentuais em julho, face a Junho, para 4,4%, influenciado pelos preços da energia, mostram os dados divulgados pelo INE esta segunda-feira, 20 de agosto.

A aceleração do índice do agrupamento de “Energia” foi de 2,1 pontos percentuais, para 14,5%, “apresentando o maior contributo (2,9 pontos percentuais) para a variação do total”, refere o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Sem contar com o agrupamento de “Energia”, a evolução do índice acelerou 0,1 pontos percentuais, para 1,9%.

A secção das “Indústrias Transformadoras” registou uma variação homóloga de 4,3%, o que representa uma aceleração de 0,4 décimas face a junho. O contributo para a variação do índice total foi ed 3,8 pontos percentuais.

Relacionadas

Preços na produção industrial aumentaram 4,0% em junho

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) revelados esta quarta-feira mostram que os preços na produção industrial registaram uma subida de 0,8 pontos percentuais face a maio.

Energia duplica ritmo de crescimento dos preços na indústria

A taxa de variação homóloga do Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) foi 1,6 pontos percentuais superior à verificada no mês anterior, fazendo com que aquele indicador subisse para o valor mais alto verificado desde agosto de 2014.

Preços na Produção Industrial aumentam 1,2% em abril

Segundo INE, o Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) apresentou uma taxa de variação homóloga de 1,2% (1,0% em março).
Recomendadas

Número de casais desempregados inscritos cai 20% em setembro para 5.352

O número de casais em que ambos os cônjuges estão desempregados caiu 20,3% em setembro em comparação com igual mês do ano passado e 2,6% face a agosto, para 5.352, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo IEFP.

Centeno mantém núcleo de confiança nas Finanças

Ministério das Finanças mantém secretários de Estado, à excepção de Maria de Fátima Fonseca que transita para a Modernização do Estado e da Administração Pública. Mourinho Félix mantém-se ‘número dois’.

Financiamento das administrações públicas cai para 329 milhões de euros até agosto

Emissão de títulos foi de 2,4 mil milhões, permitindo compensar o financiamento através de empréstimos líquidos de depósitos de -2,1 mil milhões, segundo dados do Banco de Portugal.
Comentários