Ensino superior. Abertas candidaturas para bolsas de estudo no valor de 94 milhões (com áudio)

As bolsas destinam-se a alunos carenciados, que podem apresentar a sua candidatura até 30 de setembro através do formulário eletrónico no Balcão de Portugal 2020.

O PO ISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego) anuncia a abertura de candidaturas para atribuição de bolsas de estudo a alunos carenciados do ensino superior. O concurso é promovido pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES) e cofinanciado pelo PO ISE e conta com uma dotação de 94.117.647 euros.

“O concurso pretende apoiar os estudantes e promover competências a grupos potencialmente vulneráveis, potenciando o reforço de oportunidades para a sua integração socio profissional”, refere o aviso no site do programa.

As candidaturas destinam-se a estudantes do ensino superior que cumpram os critérios definidos na regulamentação da política pública nacional aplicável.

As candidaturas devem ser efetuadas através do formulário eletrónico no Balcão de Portugal 2020 (Balcão 2020), até dia 30 de setembro.

Recomendadas

Jovens estudam mais, mas prémio salarial continua a cair

Este prémio salarial é conquistado por todos os trabalhadores de todas as gerações – desde 1920 até 1999 – que tenham um maior grau de escolaridade. Ainda assim, e numa análise geracional, o prémio tem sido reduzido com a passagem do tempo, sendo menor para as gerações mais recentes. 

NOVA impACT! Challenges entra na fase de seleção

As soluções podem ser variadas, incluindo aplicações, ferramentas informáticas, dispositivos físicos ou um plano de negócios. Têm é que estar alinhadas com pelo menos um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.
Universidade Aveiro

Colocados 9.154 alunos na segunda fase de acesso ao ensino superior. Veja aqui se entrou

Apresentaram-se a concurso 22953 candidatos nesta segunda fase, que tinham disponíveis 11649 vagas, às quais acresceram 1857 vagas libertadas por candidatos colocados e matriculados na primeira fase que foram agora colocados.
Comentários