Erasmus Interior é “boa medida” que o PSD já defendia, salienta Rui Rio

O secretário-geral do PS, António Costa, disse no sábado querer criar um Erasmus Interior para os jovens portugueses que “só conhecem o país da onda do surf” tenham a oportunidade de conhecer “outros territórios, saberes e espaços”, dentro do país.

O presidente dos sociais-democratas, Rui Rio, considerou hoje que a criação de um programa Erasmus Interior é uma “boa ideia” que o PSD já apresentou há “meses largos”, sendo que o líder do PS, acrescentou, terá “reproduzido bem uma ideia de que gostou”.

“Propusemos isso há meses largos atrás, traduzimos isso agora no nosso programa eleitoral, é uma medida que se o PS concorda com ela, só temos de nos regozijar com isso”, disse hoje Rui Rio.

O social-democrata falava na Ribeira Grande, na ilha açoriana de São Miguel, após uma reunião com o presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita.

“Temos de dar também oportunidade aos jovens portugueses de conhecerem o seu próprio país”, acrescentou.

Questionado sobre a coincidência de PSD e PS defenderem a mesma medida, declarou: “O doutor António Costa terá lido bem o programa do PSD e reproduzido bem uma ideia de que gostou”, numa alusão a uma leitura que o líder socialista terá feito erradamente de o PSD querer avançar para um TGV entre Lisboa e Porto.

O secretário-geral do PS, António Costa, disse no sábado querer criar um Erasmus Interior para os jovens portugueses que “só conhecem o país da onda do surf” tenham a oportunidade de conhecer “outros territórios, saberes e espaços”, dentro do país.

“Tal como tem sido fundamental na formação da nossa juventude, poderem estar um ou dois semestres no estrangeiro, a aprenderem outras línguas, costumes e outras gentes, é também fundamental que possam ter a oportunidade de conhecer outros territórios, outros saberes e espaços no nosso país”, realçou o líder do PS, durante um comício em Vila Real.

Recomendadas
medina_candidatura_1

Sondagem. Medina com nove pontos de vantagem sobre Moedas

Sondagem feita para a “RTP/Público”, aponta que Medina poderá reeleger entre sete a oito vereadores, a um lugar da maioria absoluta. Já Carlos Moedas poderá eleger entre cinco a seis vereadores.

Conselho de Ministros prepara-se para devolver ‘antigo normal’ aos portugueses esta quinta-feira (com áudio)

A próxima e última fase de desconfinamento prevê que restaurantes, cafés e pastelarias deixem de ter limite máximo de pessoas por grupo, quer no interior quer em esplanadas; estabelecimentos e equipamentos deixam também de ter limites de lotação, tal como os espetáculos culturais e eventos como casamentos e batizados. Mas regras só deverão entrar em vigor a 1 de outubro.

“Reabertura das discotecas pode contribuir para fim dos ajuntamentos”, diz presidente da junta do Bairro Alto e Cais do Sodré

“Desde o último desconfinamento que aumentaram bastante os ajuntamentos na freguesia, nomeadamente, na zona do Bairro Alto e na Zona do Cais Sodré. Estes ajuntamentos são muito superiores aos que se verificaram antes do Covid”, conta a autarca Carla Madeira.
Comentários