Erupção de vulcão já obrigou seis mil pessoas a evacuarem as suas casas em La Palma

Até agora, a erupção do vulcão no município de El Paso de La Palma não causou vítimas pessoais, mas a lava aproxima-se agora do mar.

AFP

A lava do vulcão da ilha de La Palma – nas Canárias, Espanha – está prestes a chegar ao mar. Por esse motivo, o dispositivo de Proteção Civil vai intensificar-se, pois “podem gerar explosões e emissão de gases nocivos”, segundo o “El País”. Além da preocupação com os gases tóxicos, mais pessoas têm sido evacuadas.

Até agora, a erupção do vulcão no município de El Paso de La Palma não causou vítimas pessoais, mas obrigou cerca de 6.000 pessoas a abandonar as suas casas. Os últimos a ser ajudados foram os residentes da zona de Tacande, onde vivem cerca de 700 pessoas, após o aparecimento de uma nova erupção naquele local.

Foi cortado o acesso a várias estradas, incluindo a LP-2, uma das principais estradas da ilha, o que causou congestionamentos nas estradas principais da ilha. Logo após o surgimento de uma nova cratera provocada por um terremoto de magnitude 3,6 que foi registado na ilha, segundo dados do National Geographic Institute.

Miguel Ángel Morcuende, diretor técnico do Pevolca (Plano de Emergência Vulcânica das Canárias), explicou que à noite: “Tivemos menos atividade no vulcão, menos volume de massa magmática. A atividade do vulcão diminui. A lava cobre o bairro de Todoque. Ainda falta meio caminho para chegar ao mar. Não vai chegar esta noite”.

Quando lava, com cerca de mil graus de temperatura, atingir o mar, pouco mais de 20 graus, ocorrerá uma explosão de vapor d’água o que vai provocar uma densa nuvem branca.

Casas devastadas e a preocupação do Governo espanhol

Uma das casas devastadas é a de Alberto, entrevistado pelo “El País”. Contou que ficou acordado a noite toda. “Ontem [para este domingo] tive a dúvida, mas logo pela manhã confirmaram que a lava engoliu a minha casa. Isto é uma vergonha ”, referiu.

Gerhard Beck e a mulher deixam o quartel militar onde passaram a noite após contínuas transferências. “Não sabemos o que aconteceu com a nossa casa, mas tememos o pior”, lamentou. “Agora vamos passar dois dias num hotel, trataram-nos bem, mas temos tido medo, muito medo”, acrescentou Gerhard Beck.

O Rei Felipe VI expressou o seu “apoio” aos habitantes das Ilhas Canárias de La Palma face à erupção do vulcão Cumbre Vieja, também conhecido como Cabeza de Vaca e garantiu que está a acompanhar a evolução dos acontecimentos.

Por sua vez, o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez escreveu nas redes sociais, na segunda-feira, que: “Esta tarde, depois de visitar o posto de comando e algumas áreas afetadas pela erupção vulcânica para saber o estado da população, participei numa nova reunião do Comité Diretivo Pevolca em La Palma.
Reitero minha gratidão a toda esta equipa”.

 

Por sua vez, Mariano Hernández, presidente do conselho de La Palma, republicou uma das suas entrevistas para a televisão “Espejo Públic” no twitter onde afirma que: ““Não há perdas humanas, mas sim emocionais, são mais de 150 casas que foram engolidas pela lava. Se as erupções continuarem, este número pode quadruplicar”.

Recomendadas

Afeganistão: Quase 23 milhões vão sofrer insegurança alimentar aguda no inveno

“O Afeganistão está agora entre os piores desastres humanitários do mundo, senão o pior”, acrescentou David Beasley, diretor executivo do Programa Alimentar Mundial.

Paris vai preparar sanções caso Londres recuse atribuir licenças de pesca

“Não pedimos nenhum favor. Pedimos a aplicação do acordo, na íntegra, e ainda não conseguimos”, afirmou secretário de Estado dos Assuntos Europeus francês, Clément Beaune, admitindo, porém, que, nos últimos dias, o diálogo foi retomado, mas que os avanços são ainda “insuficientes”. 

PremiumCabo Verde “é exemplo de estabilidade”

Vitória de José Maria Neves aponta para possível mudança do ciclo político. Há pelo menos um ano que os sinais políticos eram no sentido de que o PAICV estaria próximo de conseguir a alternância política com o MpD.
Comentários