Escassez de chips prejudica produção de automóveis em setembro

Os ligeiros de passageiros foram os modelos mais afetados, tendo apenas sido produzidos 15.714 unidades, o que se traduziu numa queda de 41,5%.

A forte escassez de semicondutores já se faz sentir também a nível da produção automóvel em Portugal. Foram produzidos menos 35,7% veículos automóveis em setembro quando comparado com o mês homólogo de 2020.

Segundo os dados divulgados pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP) esta quinta-feira, esta “forte contração” na produção automóvel é consequência da crise de semicondutores que tem afetado vários sectores económicos em todo o mundo. Os ligeiros de passageiros foram os modelos mais afetados, tendo apenas sido produzidos 15.714 unidades, o que se traduziu numa queda de 41,5%.

Segundo o boletim divulgado, em termos acumulados saíram das fábricas instaladas em Portugal, nos primeiros nove meses de 2021, 200.731 veículos, ou seja, mais 8,1% do que em igual período do ano anterior.

A informação estatística da ACAP relativa ao ano de 2021 confirma a importância que as exportações representam para o sector automóvel já que 97,5% dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo, o que contribui, de forma significativa, para a balança comercial portuguesa.

Olhando para o mapa de exportações, o Velho Continente continua a ser o mercado líder nas exportações dos veículos fabricados em território nacional, (87,3% do total) com a Alemanha (16,7%), França (14,3%), Itália (13,4%) e Espanha (12,1%) no topo do ranking.

De janeiro a setembro de 2021 foram exportados 25% dos veículos montados em Portugal, representando 39 unidades. A Alemanha é o único destino destes veículos exportados.

Quanto à sua montagem, a ACAP dá conta de 18 veículos pesados que foram montados no passado mês de setembro, um valor que representa um decréscimo de 50% face a igual mês do ano de 2020. Olhando para valores acumulados, nos nove meses de 2021, a montagem de veículos pesados apresentou uma queda de 71,0 %, face igual período do ano anterior, representando um total de 156 veículos pesados montados em 2021.

Recomendadas

Custos da indústria dispararam 10% em setembro

Um pouco à semelhança do resto do mundo, a indústria portuguesa tem experienciado fortes aumentos nos custos decorrentes das disrupções nas cadeias de fornecimento e logística e dos preços da energia.

“Squid Game” leva Netflix a ganhar 4,4 milhões de novos subscritores

A plataforma acrescenta que no terceiro trimestre de 2020 tinha adicionado 2,2 milhões de subscritores pagos. No total, a empresa terminou o trimestre de 2021 com um total de 214 milhões de subscritores a pagar pelo serviço.

Eurostat confirma taxa de inflação de setembro em máximos de 13 anos

A pressão inflacionária mantém-se na Europa, com a leitura para a inflação de setembro a revelar máximos que não se verificavam há 13 anos. Energia continua a ser a principal responsável pelo aumento de preços.
Comentários