Escolas de negócios respondem à pandemia com novos programas

Inovação & Empreendedorismo, International Business e Branding Territorial são exemplos de temáticas que em 2021 chegam ao mercado.

FERNANDO VELUDO/LUSA

A pandemia da Covid-19 não retraiu as escolas de negócios. Antes pelo contrário. Uma nova conjuntura, embora difícil, dinamiza a inovação e proporciona o lançamento de novos programas que visam responder às necessidades das empresas e das pessoas. É o caso de Inovação & Empreendedorismo, a grande aposta da Nova SBE Executive Education a começar já este mês de março.

Esta Pós-Graduação (PG) poderá dar-lhe as ferramentas que precisa para se lançar no mundo dos negócios ou ser uma ferramenta de prosperidade para quem já está a trabalhar. “Os participantes vão aprender a construir uma base metodológica tecnicamente sólida e orientada para a ação, nas suas empresas ou na criação de um novo negócio”, explica a Nova SBE Executive Education de Susana Ferreira. APG está especialmente direcionada para os empreendedores que, devido à instabilidade provocada pela pandemia, procuram respostas para o futuro.

No programa estão previstas aulas sobre a forma como a Covid-19 parou o mundo, exemplos de sucesso durante o confinamento, e estratégias para enfrentar o novo “normal”. Para além disto, será dado grande foco ao capítulo da transformação digital, desde oportunidades até processos de inovação neste mundo tecnológico.

A componente prática é um dos pontos fortes desta formação da escola de Carcavelos. Os participantes serão desafiados a desenvolver um desafio estratégico, em grupo, sob a supervisão de um mentor académico. Para tal, poderão contar com o apoio do Nova SBE Co.Innovation Lab, Digital Experience Lab e do Entrepreneurship Hub. Nestes “laboratórios” para empreendedores é possível simular, experimentar e criar, aliando negócios à tecnologia e ao design. Por exemplo, gostaria de saber se uma app ou um site de e-commerce seriam uma mais-valia para a alavancar a sua ideia? Nestes centros, a Nova SBE ajuda-o a criá-los e testá-los antes de serem lançados no mercado.

As PG são um ponto forte da oferta do ISEG Executive Education. Em 2021, a escola do Quelhas tem a decorrer 22 programas de Pós-Graduações, algumas com duas edições no mesmo ano. Luís Cardoso, presidente da instituição, começa por destacar duas: Applied Artificial Intelligence & Machine Learning – “por ser um tema novo e inovador, conquista cada vez mais importância” – e Data Science & Business Analytics que, “não sendo nova, tem tido um aumento de procura considerável nos últimos anos, pela importância do tema para as organizações”. Mas não fica por aí. A Pós-Graduação em Gestão da Sustentabilidade já vai na 10.ª edição e “também tem sido alvo de muita procura, “por abordar um tema decisivo e estratégico para sociedade e empresas”.

De referir que o ISEG Executive Education tem cinco PG que contam com acreditações de ordens profissionais: Análise Financeira, dá direito ao diploma internacional de Certified European Financial Analyst, conferido pela European Federation of Financial Analysts Societies; Gestão de Instituições de Saúde permite a atribuição da competência em gestão dos serviços de Saúde pela Ordem dos Médicos; Contabilidade e Fiscalidade e a PG em Controlo de Gestão e Finanças Empresariais, possibilitam a obtenção de 30 créditos de formação, cada, de acordo com a Ordem dos Contabilistas Certificados. Com um punhado de acreditações internacionais está a Pós-Graduação em Gestão e Avaliação Imobiliária.

Em ano de pandemia, a Porto Business School também joga forte. A escola de Patrícia Teixeira Lopes reformulou a Pós-Graduação International Business, dando-lhe um horizonte mais vasto. Lançada em parceria com a Universidade de Stirling, é totalmente lecionada em inglês, o que, segundo a Associate Dean, “permite agora posicioná-la para o mercado global”.

Na cidade dos estudantes também surgem respostas novas. Pedro Costa, presidente da Coimbra Business School, revela ao JE que a escola lançou este ano o curso de Pós-Graduação em Branding Territorial, com especial foco no sector autárquico. “Uma área completamente por explorar ao nível da gestão das autarquias e do governo local, que, acreditamos, tem uma imensa margem de progressão”, explica. “Reforçámos também a formação à medida e ajustada às entidades e a vários países, sobretudo da CPLP, como é o caso da formação para o Ministério das Finanças de Angola, que temos em curso”, acrescenta.

Em janeiro de 2021, o ISCTE Executive Education, que integra o ISCTE-IUL, lançou oito programas de pós-graduação.Incluem desde as clássicas Gestão Fiscal, Direção Comercial e Contabilidade Financeira Avançada, até aos cada vez mais incontornáveis Marketing Digital e Analytics for Business, passando por três sectores de actividade de futuro: Top Management in Hospitality and Tourism, Gestão para Profissionais da Saúde e Gestão e Marketing do Desporto. O leque alargado aponta para um vasto universo de destinatários. Enquanto, por exemplo, Analytics for Business visa executivos e gestores com experiência profissional interessados em “soluções de negócio sustentadas na análise de informação e no conhecimento”, Contabilidade Financeira Avançada é dirigido a auditores e consultores, quadros médios e superiores das áreas da contabilidade ou finanças de uma empresa.

A resposta das escolas de negócios é cada vez mais feita à medida e direcionada.

Ler mais
Recomendadas

Matrículas poderão ser renovadas automaticamente nos anos de continuidade de ciclo

As matrículas para o próximo ano letivo dos alunos do ensino obrigatório poderão ser renovadas automaticamente nos anos de continuidade de ciclo, se não houver alterações substantivas, de acordo com um despacho publicado esta quarta-feira.

Docentes da António Arroio e Soares dos Reis pedem integração nos quadros

Os docentes recordam que as Escolas Artísticas António Arroio e Soares dos Reis, ao longo da sua existência enquanto escolas públicas de ensino artístico especializado no âmbito das Artes Visuais e dos Audiovisuais, “têm vindo a cumprir um papel ímpar na formação de jovens e adultos em áreas que os preparam para diversas técnicas e expressões do conhecimento artístico”.

Sílvio Fernandes toma posse como novo reitor da Universidade da Madeira

O novo reitor Sílvio Fernandes, venceu as eleições para a reitoria da instituição de ensino superior madeirense a 12 de março.
Comentários