Espanha regista 6.037 novos casos e 254 mortes nas últimas 24 horas

A Espanha registou 6.037 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.142.358 o total de infetados até agora no país, segundo números divulgados pelo Ministério da Saúde espanhol.

Barcelona, Espanha | REUTERS/Nacho Doce

As autoridades sanitárias também contabilizaram mais 254 mortes desde quarta-feira atribuídas à covid-19, passando o total de óbitos para 70.501.

O número de novos casos desceu de quarta-feira para hoje de 6.137 para 6.037, e o de mortes de 446 para 254.

O nível de incidência acumulada (contágios) em Espanha continua a descer, tendo passado de quarta-feira para hoje de 160 para 153 casos diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.

As regiões com os níveis mais elevados são as de Madrid (253), País Basco (198), Catalunha (197), Astúrias (195), Aragão (182), Castela e Leão (148) e Andaluzia (136).

Nas últimas 24 horas deram entrada nos hospitais em todo o país 899 pessoas com a doença (952 na quarta-feira), das quais 203 em Madrid, 186 na Catalunha e 146 na Andaluzia.

Por outro lado, baixou para 10.200 o número de pessoas hospitalizadas com a covid-19 (10.788), o que corresponde a 8% das camas, das quais 2.615 pacientes em unidades de cuidados intensivos (2.709), 25% das camas desse serviço.

Espanha prepara-se para aprovar um plano de desconfinamento para as próximas semanas, particularmente para a Páscoa, que prevê a proibição de viajar entre as suas comunidades autónomas e um recolher obrigatório entre as 22:00 e as 06:00.

O compromisso foi hoje aprovado numa reunião entre os responsáveis pelo setor da saúde de todas as comunidades autónomas espanholas, que têm autonomia nesta área.

Segundo fontes da reunião, apenas a comunidade de Madrid se opôs ao acordo, que ainda tem de ser ratificado numa reunião que terá lugar na próxima quarta-feira do Conselho Interterritorial do Sistema Nacional de Saúde.

Os responseis regionais concordaram com a proposta feita pelo Ministério da Saúde do Governo central para que se mantenha, pelo menos até à Páscoa, o atual cerco sanitário ao nível das comunidades autónomas, um recolher obrigatório das 22:00 até às 06:00, bem como limitar as reuniões em espaços públicos ou privados a um máximo de quatro pessoas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.560.789 mortos no mundo, resultantes de mais de 115,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.458 pessoas dos 807.456 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ler mais
Recomendadas

Rede Nacional de Expressos reforça ligações em todo o território nacional

Os responsáveis da empresa criticam o facto de Portugal ser atualmente “o único país da União Europeia com este constrangimento de dois terços da lotação do transporte rodoviário, divergindo dos procedimentos europeus e criando dificuldades logísticas e financeiras ao nível do transporte nacional e internacional”.

Regulador europeu reconhece ligação entre vacina da Johnson & Johnson e formação de coágulos sanguíneos

A Agência Europeia do Medicamento concluiu que há uma possível relação entre a formação de coágulos sanguíneos e a administração da vacina da Janssen. Ainda assim, o regulador frisa que os benefícios são superiores aos riscos e que os casos reportados são “muito raros”.

França é o primeiro país da UE a avançar com testes ao certificado digital de vacinação

Caso os ensaios corram bem, o sistema poderá ser adotado para permitir a entrada em eventos ao ar livre, nomeadamente, concertos, festivais e até feiras. Bruxelas espera ter o documento disponível para toda a Europa partir de 21 de junho.
Comentários