PremiumEspecialistas propõem “super crédito” fiscal para estimular economia

Após o confinamento, especialistas defendem que as medidas fiscais deverão centrar-se no apoio à liquidez, apoio ao investimento e capacidade de financiamento e apoio às famílias. E sugerem um cardápio de medidas dirigidas às empresas.

O Executivo deve recuperar um super benefício no IRC para as empresas que invistam em matéria produtiva, defendem vários fiscalistas ouvidos pelo Jornal Económico. Uma espécie de injeção fiscal para contrariar a queda do investimento, tal como já foi feito em 2013, através do designado super crédito fiscal que ajudou a captar 2,5 mil milhões em investimento num universo de perto de 19 mil empresas, com especial destaque para as PME.

No cardápio de medidas fiscais propostas por especialistas ouvidos pelo Jornal Económico são ainda sugeridas outras medidas para ajudar a recuperação económica do país e mitigar os efeitos da crise da pandemia: a suspensão dos pagamentos por conta, o alargamento dos prazos de reporte de prejuízos e créditos fiscais, e incentivos à criação, ou manutenção, líquida de postos de trabalho.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Plano de António Costa Silva visa portos, energia, digital e saúde

“Esta crise mostrou que o papel do Estado tem que ser mais valorizado, mais Estado na economia, o Estado é o último protetor contra todo o tipo de ameaças”, afirmou o gestor independente, que diz ser “favorável aos mercados”, convidado pelo primeiro-ministro para elaborar um plano de recuperação económica para o pós-pandemia Covid-19.

Câmara de Comércio Americana em Portugal debate desafios laborais no pós ‘lockdown’

A sessão de esclarecimento será conduzida por Alexandra Almeida Mota, advogada da BAS, especializada na área do Trabalho e da Segurança Social,

Primeiro-ministro confirma convite a António Costa e Silva para coordenar Programa de Recuperação Económica

“O professor António Costa e Silva foi convidado pelo primeiro-ministro para coordenar a preparação do Programa de Recuperação Económica”, referiu hoje o gabinete de António Costa, numa nota enviada à agência noticiosa nacional.
Comentários