Está mais caro arrendar um quarto em Lisboa. Estudantes podem pagar em média 400 euros por mês

Apesar de Arroios ser o o bairro de Lisboa mais procurado por estudantes, Alameda e Entrecampos apresentam rendas médias de 416,1 e 422,9 euros respetivamente, de acordo com o estudo da Uniplaces.

Numa altura em que os estudantes vão começar a procurar habitação em Lisboa, foi divulgado um estudo da Uniplaces que esclarece que, na zona de Arroios (a mais procurada por estudantes portugueses e de outras nacionalidades), apresenta um valor médio de arrendamento de quarto privado de 379,31 euros nesta zona, um aumento de 6,8% face a 2018.

Apesar de Arroios ser o o bairro de Lisboa mais procurado por estudantes, Alameda e Entrecampos apresentam rendas médias de 416,1 e 422,9 euros respetivamente, de acordo com o mesmo estudo. Alcântara, Sete Rios e São Sebastião são as zonas de Lisboa menos procuradas com uma renda média mais elevada no valor de 416,54 euros.

Rio Tinto é a zona mais cara para se estudar no Porto

O estudo da Uniplaces indica que, no Porto, são as zonas de Paranhos, Cedofeita e Bonfim as mais procuradas pelos estudantes nacionais e internacionais. Paranhos, a zona mais procurada, apresenta uma renda média de 296,57 euros, valor que sofreu um aumento de 4% face ao ano anterior. No caso de Cedofeita e do Bonfim, estas zonas registaram uma renda média de 311 e 312 euros, respetivamente. Rio Tinto surge como a zona mais cara para se estudar, com uma renda média de 338,94 euros.

Durante este período, e comparando as duas cidades em termos globais, Lisboa apresenta um valor médio de arrendamento de 399,56 euros, uma subida de 7,6% em relação a igual período de 2018, e a cidade do Porto um valor médio de 299,16 euros tendo também verificado um aumento de 5,6% face ao período homólogo.

Recomendadas

“Máximo da década”. Crédito à habitação atinge 10,63 mil milhões em 2019

A Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN) salientou que é preciso “recuar até 2008 para se encontrar um ano com maior volume de crédito concedido”.

PremiumAlfredo, o algoritmo que descobre o valor da sua casa

Chama-se Alfredo IA a empresa que trabalhará em parceria com o Novo Banco para, de forma mais certeira, atribuir um valor a cada imóvel sem utilizar apenas o preço médio de venda por metro quadrado.

Preços das casas de luxo em Lisboa já superam Madrid, Barcelona e Dubai

Valor do metro quadrado ronda os 10 mil euros e já está ao mesmo nível de cidades como Amesterdão e Miami. Estudo da consultora imobiliária Savills aponta para uma subida de entre 6% a 7,9% para 2020.
Comentários