Estado da Região: PCP pergunta se Governo Regional vai “lavar as mãos” no que se refere à Groundforce

Ricardo Lume insistiu que esta situação pode pôr em causa a recuperação económica da Região, muito dependente do turismo.

Créditos: Élvio Fernandes

O deputado do PCP Ricardo Lume questionou se o Governo Regional da Madeira iria “lavar as mãos” no que se refere à situação da Groundforce e à situação dos aeroportos da Madeira e do Porto Santo.

Ricardo Lume, durante o debate na Assembleia Legislativa da Madeira do Estado da Região, condenou a “chantagem e o aproveitamento político que a ANA (Aeroportos de Portugal) está a fazer perante esta situação, que coloca em cima da mesa a retirada de licença de utilização da Groundforce dos Aeroportos da Madeira e do Porto Santo”.

O comunista considera que isso seria “devastador” para a economia, “uma vez que 80% do trabalho diário realizado no Aeroporto da Madeira e 100% no Aeroporto do Porto Santo é desempenhado por esta empresa”.

Ricardo Lume insistiu que esta situação pode pôr em causa a recuperação económica da Região, muito dependente do turismo.

O Vice-Presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado, referiu que “a pouca vergonha” que se passou nos aeroportos da Região deveu-se à falta de intervenção do Governo da República, vincando que o Governo Regional não tem qualquer intervenção nesta área.

Recomendadas

Funchal: coligação PSD/CDS-PP promete obras de requalificação e melhoria do trânsito no Imaculado Coração de Maria

O candidato da coligação PSD/CDS-PP quer criar uma rotunda à frente do D. João, de modo a resolver “um persistente problema de distribuição” do tráfego automóvel, prometeu melhorar as acessibilidades pedonais, avançar com a coberta do espaço desportivo, criar um parque para as crianças, e uma zona onde se possa circular com os animais.

Funchal: Coligação Confiança assume causa animal como “aposta estrutural”

O atual presidente da autarquia do Funchal destacou algumas das medidas que foram tomadas pelo executivo, relativas à causa animal, onde incluiu a proibição da utilização de animais no circo, a proibição da eutanásia a animais, as campanhas de esterilização de animais errantes e pertencentes a famílias com carências socioeconómicas, e a criação do ‘dog park’.

Companhia aérea vai ligar Madeira à Ucrânia com dois voos por semana (com áudio)

Serão voos diretos de Kiev duas vezes por semana (sábados e terças-feiras), entre 24 de julho e 20 de outubro.
Comentários