Estados Unidos testam mísseis no mesmo dia da Coreia do Norte

Os EUA testaram esta quinta-feira um míssil intercontinental, no mesmo dia em que a Coreia do Norte terá lançado dois mísseis de curto alcance, admitiram a Força Aérea norte-americana e o exército da Coreia do Sul.

KCNA/via REUTERS

A Força Aérea dos EUA nega que o teste de hoje, o segundo em pouco mais de uma semana, esteja relacionado com a situação na Coreia do Norte ou o momento de tensão com o Irão, país junto do qual os norte-americanos reforçaram esta semana a sua presença militar.

A Força Aérea norte-americana admitiu ter lançado um míssil balístico intercontinental Minuteman 3, desde a base de Vandenberg, na Califórina.

Também hoje, militares da Coreia do Sul dizem ter testemunhado o disparo de dois mísseis de curto alcance desde a Coreia do Norte.

O teste com o míssil intercontinental norte-americano faz parte de uma bateria de experiências com este tipo de armas de longo alcance, para verificar a sua aptidão para um possível combate.

A Força Aérea dos EUA faz, normalmente, quatro a cinco testes deste tipo, anualmente.

O teste de mísseis de curto alcance da Coreia do Norte foi o segundo em cinco dias e constitui mais um sinal de que este país estará a retomar o seu programa de armas nucleares.

Segundo o exército da Coreia do Sul, os mísseis do país vizinho terão voado 420 quilómetros, um, e 270 quilómetros, outro.

O Ministério da Defesa do Japão disse que nenhum dos mísseis da Coreia do Norte chegou perto da costa do país.

Ler mais
Recomendadas

“A Caminho da Casa Branca”. JE analisa corrida presidencial nos EUA a partir de 2 de outubro

A corrida presidencial nos EUA está ao rubro e a partir de 2 de outubro, o “Jornal Económico”, através do jornalista António Freitas de Sousa, vai analisar todas as incidências de uma eleição que se prevê muito disputada.
tik tok

Imprensa estatal chinesa pede a Pequim que rejeite acordo para compra da Tik Tok nos EUA

O Global Times, controlado pelo estado chinês, inicialmente apelidou o negócio de “razoável” depois de surgirem notícias de que a Oracle e a Walmart tinham concordado em adquirir uma participação combinada de 20% da Tik Tok.

ONU quer reforçar o multilateralismo num mundo cada vez mais unilateral

Uma desoladora Assembleia Geral das Nações Unidas, a 75ª da sua história, reflete o mundo pandémico em que o planeta se vai afundando. Mas ainda há esperança, disse António Guterres.
Comentários