Estas são as zonas de Lisboa mais procuradas por estudantes

Estudo da Uniplaces, plataforma online para alojamento de estudantes universitários divulgou as zonas mais procuradas no primeiro semestre de 2018: Arroios, Alameda e Saldanha são as que têm mais procura.

A zona de Arroios foi a mais procurada pelos estudantes de Lisboa, com uma renda média de 393 euros, durante o primeiro semestre de 2018. Os dados são da Uniplaces, plataforma online para alojamento de estudantes universitários, que junta a esta localidade de Lisboa, a Alameda e Saldanha, com Santa Apolónia a ser aquela que menos procura obteve.

Segundo este estudo, o número de noites reservadas nesta plataforma aumentou 24% nos primeiros seis meses deste ano, face ao período idêntico de 2017, ultrapassando a marca de um milhão e trezentas mil noites. Lisboa torna-se assim a cidade com o maior número de noites em arrendamentos, seguida por Madrid, Porto, Barcelona e Milão.

Em relação ao Porto, as zonas de Paranhos, Cedofeita e Bonfim, foram as mais procuradas pelos estudantes nacionais e internacionais na plataforma da Uniplaces. Paranhos apresenta uma renda média de 347 euros, valor que sofreu um aumento de 38%, comparado com o ano anterior. Santo Ildefonso é a zona mais cara para estudar, com uma renda média de 577 euros.

Lisboa, Porto e Coimbra, são as cidades onde os estudantes têm preferência pelo arrendamento de propriedade inteira, seguindo-se o arrendamento de casa partilhada com quarto privado, e em seguida o arrendamento de quarto partilhado.

Nestas três cidades, mais de metade das reservas são efetuadas em propriedades inteiras, com Lisboa a ter 54%, o Porto 63% e Coimbra 64%, sendo a zona da Baixa coimbrense, com uma renda média de 276 euros a mais barata para os estudantes. Já o Penedo da Saudade, que apresenta uma renda média de 407 euros, é considerada a mais cara.

“As rendas médias nas zonas mais procuradas sofreram um ligeiro aumento nestes primeiros meses do ano, influenciado sobretudo pela disparidade existente entre a procura e a oferta”, refere Giovanni Lavra, Country Manager da Uniplaces em Portugal.

Ler mais
Recomendadas

Vai ser fiador de um empréstimo? Saiba como evitar um desastre financeiro

A figura jurídica do fiador, requisitada muitas vezes pelas instituições financeiras para crédito pessoal, automóvel e à habitação, acarreta, como expectável, mais deveres do que direitos. Isto porque, caso o devedor não pague a dívida que contraiu, ao fiador será requisitado que entre com capital, ou pior: património.

Simulações. Sabe quanto vai descontar de IRS em 2020? Quem ganha até 659 euros mensais fica isento

O Governo publicou hoje as novas tabelas de retenção na fonte a aplicar aos rendimentos de trabalho dependentes e de pensões em 2020. Isenções para quem ganha até 659 euros por mês. Contribuintes solteiros, sem filhos, que ganhem até 685 euros brutos vão descontar menos 412 euros por ano. Veja aqui as simulações.

Alguns mitos sobre o consumo de energia

As placas a gás são dos equipamentos menos eficientes a transmitir calor. Escolha o bico adequado ao tamanho de cada panela ou frigideira. Se a chama ultrapassar o fundo do recipiente, ainda desperdiça mais energia.
Comentários