PremiumEstirpe britânica de Covid-19 volta a adiar recuperação do ‘Destino Madeira’

Grupo Pestana espera “momento difícil” até ao final de março devido à inexistência de mercado turístico. Mutação do novo coronavírus já levou a cancelamentos na unidade do Vila Galé em Santa Cruz.

O aparecimento de uma nova e mais contagiosa estirpe de Covid-19 desferiu mais um duro golpe no turismo da Madeira. Os cancelamentos foram a consequência mais evidente, conforme admite o Grupo Vila Galé, que possui uma unidade em Santa Cruz. Já o Grupo Pestana, maior grupo hoteleiro nacional, sublinha que se irá viver um momento “muito difícil” até março.

De acordo com José Theotónio, CEO do Pestana Hotel Group, até final do primeiro trimestre, o grupo estima uma situação “muito difícil em consequência da inexistência de mercado turístico”. E realça que, para 2021, o grupo hoteleiro “está a trabalhar para uma retoma faseada e muito gradual” que se perspetiva para o mercado.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 8 de janeiro de 2021.

Recomendadas

“Rastreio alargado que existe no futebol pode ser adaptado noutros contextos”, defendem médicos de saúde pública

Protocolo existente no futebol profissional tem permitido que a Liga continue a desenrolar-se num país onde o cenário pandémico é cada mais vez mais preocupante. Em entrevista no programa “Jogo Económico”, da plataforma multimédia JE TV, Gustavo Tato Borges defende rastreios alargados como acontece com os futebolistas.

Novas medidas de confinamento. Conheça as novas restrições definidas pelo Governo

Entre as medidas anunciadas estão a reposição da proibição de circulação ao fim-de-semana, a redefinição dos horários de encerramento de todos os estabelecimentos, assim como o encerramento de campos de ténis e paddle.

Primeira toma das vacinas nos lares vai ficar concluída até ao final da próxima semana, garante António Costa

Excluídos desta primeira fase da vacinação nos lares, estão as residencias onde existem surtos de Covid-19. Lares ilegais estão incluídos na aceleração do processo de vacinação aos idosos e utentes destes estabelecimentos.
Comentários